Jundiaí

Programa promove avaliação de equipamentos de pulverização em propriedades rurais


Divulgação
Equipe faz a avaliação dos equipamentos de pulverização
Crédito: Divulgação

Dentro do programa “Jundiaí, Lugar de Alimento Seguro”, a Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT) promove mais uma ação para avaliação dos equipamentos e pulverização de defensivos agrícolas, por meio do Aplique Bem, realizado em parceria com o Centro de Engenharia e Automação do Instituto Agronômico (CEI/IAC).

A engenheira agrônoma e produtora rural, Ellen Karina De Marchi, recebeu a equipe do programa. “Os treinamentos para reciclar e a atualização nas novas tecnologias são vitais. A correta manutenção e regulagem dos equipamentos influenciam diretamente na produção. Podendo até impactar na queda de eficiência e até na perda da cultura”, afirmou a produtora de uvas niágara, milho e pitaya.

A equipe do Aplique Bem leva, até as propriedades, o Tech Móvel, um automóvel que conta com equipamentos e uma oficina para a verificação do equipamento em pontos como pressão, vazão, bicos de dissipação, tamanho da gota dos produtos aplicados. “Fazemos a avaliação desde a regulagem dos equipamentos até o processo de pulverização. Todas as regulagens interferem no processo final e com isso conseguimos uma melhor cobertura de aplicação”, explicou o instrutor do programa Aplique Bem Douglas Carmanhan.

“O Programa visa às ações que ampliam a segurança dos alimentos que chegam aos consumidores. A correta regulagem dos equipamentos de pulverização e a capacitação de quem os manipula faz parte desse contexto”, explica o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez.

O Aplique Bem conta também com parceria da Associação Agrícola de Jundiaí e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural. “Com essa ação, também promovemos a redução das perdas na aplicação, na exposição do trabalhador, ao agroquímico, a diminuição dos riscos de contaminação ao Meio Ambiente e alimentos e maximização dos benefícios de uma aplicação correta e racional dos produtos”, afirma a diretora do Departamento de Agronegócio, Isabel Harder que ainda lembra que para mais informações do programa os produtores podem entrar em contato pelos telefones 4589-8581/8872 ou pelo e-mail [email protected]


Notícias relevantes: