Jundiaí

Lojas antecipam as ofertas da Black Friday

DESCONTOS Evento acontece somente no dia 26 de novembro, mas lojas já dão descontos aos clientes


                  ALEXANDRE MARTINS
Adriana Sousa gerencia loja que criou aplicativo para divulgar ofertas
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Apesar da Black Friday ser realizada apenas no dia 26 de novembro, 4ª sexta-feira do mês, as lojas já estão oferecendo descontos antecipados para atrair a atenção dos clientes. De cosméticos a eletroeletrônicos, os descontos podem chegar a 30%.

Começar a propaganda mais cedo chama mais clientes de acordo com a maquiadora e vendedora Thainá Marques, de 26 anos. "O período da Black começou cedo aqui na loja, e sempre fazemos promoção na porta, chamando o cliente para conhecer os produtos. Além de baixar os valores, esse atendimento diferenciado faz toda a diferença para as vendas", explica.

A gerente da loja de cosméticos, Adriana Martins Sousa diz que desde a última quinta-feira os descontos estão sendo oferecidos. "Já temos 30 produtos em promoção no nosso saldão, o objetivo é instigar a clientela a visitar a loja na Black Friday, que vai acontecer no dia 26", afirma. Segundo a gerente, a expectativa é que as vendas aumentem pelo menos 30% neste período.

ESTRATÉGIAS

Na opinião de Edison Maltoni, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí, o consumidor está cada vez mais habituado à Black Friday. "O comércio sabe que uma boa experiência de compra é indispensável para manter o consumidor fiel. Portanto, é preciso planejar as ações durante a campanha", recomenda.

Segundo Mark William Ormenese Monteiro, presidente da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, as expectativas para a data são otimistas. "A Black Friday vem se consolidando no Brasil ano a ano e, para o presidente, qualquer data comemorativa é uma oportunidade para os varejistas investirem em promoções para aumentar as vendas", analisa.

O gerente de loja Thiago Roudelino conta que estima aumento de 20 a 30% para as vendas nesta Black Friday. "Já estamos nos preparando com algumas ofertas exclusivas, e a expectativa é de que as vendas aumentem com a Black", afirma.

Diferente do ano passado, em que os descontos não foram tão estimulados na loja em que o vendedor líder Antonio Marcos Peixoto trabalha, ele acredita que a Black Friday promete ser muito mais proveitosa para os clientes neste ano. "O valor dos produtos no geral está bem mais elevado neste ano. Acredito que as pessoas estejam aguardando essas promoções para realizar a compra, então com certeza vai ser mais proveitoso para os clientes", afirma.

Em algumas lojas, produtos que estão mais baratos agora não serão inclusos na promoção do dia 26. "Neste sábado já saímos com algumas promoções exclusivas, mas os produtos em promoção agora não estarão disponíveis pelo mesmo valor na Black Friday. Portanto, é importante que o cliente fique atento", recomenda o gerente de Roudelino.

Para divulgar as promoções antecipadas, os canais digitais são os principais aliados das lojas. Segundo Adriana, a loja em que ela gerencia desenvolveu um aplicativo para oferecer promoções do saldão antes da Black Friday. Além de desconto exclusivo por aplicativo, Peixoto conta que os vendedores também pretendem gravar vídeos e fazer lives nas redes sociais para divulgar as ofertas.

ATENDIMENTO

Para impulsionar as vendas na Black Friday, o Sincomercio informa que os lojistas poderão aderir ao horário especial de funcionamento entre os dias 22 e 27 de novembro. O horário especial autoriza o atendimento das 9h até 22h de segunda a sexta-feira, e das 8h30 até 18h no sábado.

No feriado desta terça-feira (2), as lojas que protocolaram adesão ao Sincomercio poderão funcionar no período das 9h às 18h. Além disso, no próximo sábado (6), o comércio de rua de Jundiaí pode funcionar até as 18h.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: