Jundiaí

Usuários reclamam de reajuste na passagem

CAMPO LIMPO PAULISTA Quem usa ônibus urbanos e suburbanos teve dois reajustes em dois meses


JORNAL DE JUNDIAI
Lucilene Gonçalves é usuária do transporte público de Campo Limpo Paulista e diz que o aumento é pesado
Crédito: JORNAL DE JUNDIAI

A tarifa de ônibus de Campo Limpo Paulista sofreu um reajuste de 10,6%, passando de R$ 4,70 para R$ 5,20. O aumento começou a valer nesta segunda (1) e desagradou os usuários, sobretudo os que precisam se locomover para outras cidades, já que os ônibus intermunicipais também foram reajustados no início de setembro.

O jovem aprendiz Alex Silva mora em Campo Limpo Paulista e utiliza o transporte intermunicipal e o urbano do município diariamente. Segundo ele, quem não tem vale-transporte tem sofrido. "Trabalho em Cajamar, desço do ônibus em Jundiaí e depois vou para Campo Limpo. A passagem do intermunicipal e do urbano estão quase iguais", reclama.

A passagem do trecho intermunicipal entre Jundiaí e Campo Limpo Paulista custa atualmente R$ 6,20. Quem integra a passagem dos urbanos para os suburbanos, paga R$ 1 de diferença.

Alex conta que seus pais também usam o transporte público na cidade e reclamam. "Meus pais estavam reclamando dos ônibus esses dias. Está quase o mesmo valor de bairro para bairro e de Campo Limpo para Jundiaí. A empresa em que eu trabalho dá a passagem, mas acho que isso influencia para emprego porque para as empresas, quanto menos gasto, melhor."

SURPRESA

A gerente administrativa Gabriela de Melo também foi impactada pelos dois reajustes, pois reside em Campo Limpo Paulista e trabalha em Jundiaí. "Uso diariamente os ônibus em Campo Limpo. Eu nem sabia que a passagem tinha aumentado. A gente só coloca dinheiro no cartão e às vezes nem vê. Tenho que pegar ônibus dentro do município e depois o que vem para Jundiaí."

Gabriela diz não ver justificativa para o reajuste de R$ 0,5 aplicado na tarifa. "Olha que nem foi o diesel que subiu assim. Já acho um absurdo o valor da passagem para andar dentro do município. As linhas não tiveram aumento de horário, só trocaram esses dias alguns ônibus velhos por novos, mas não aumentaram a quantidade de ônibus."

A cuidadora de idosos Lucilene Gonçalves também é moradora de Campo Limpo Paulista e trabalha em Jundiaí, mas usa ônibus municipais e intermunicipais diariamente. "Saio do meu bairro, vou para o terminal e pego o ônibus para Jundiaí. Esse aumento é horrível. Temos que trabalhar só para pagar passagem."

Ela recebe a passagem do trabalho, mas dentro da cidade, prefere andar. "Dão o passe no trabalho, mas é complicado toda vez que aumentar. Em Campo Limpo, para eu ir do meu bairro até o Centro, não pego ônibus, vou a pé mesmo."

JUSTIFICATIVA

Segundo a Prefeitura de Campo Limpo Paulista, a Rápido Luxo Campinas (RLC), empresa que presta o serviço de transporte público dentro do município, fez a solicitação do reajuste da tarifa apresentando a planilha de justificativa, onde demonstra a necessidade de repassar os custos dos aumentos seguidos do diesel, o combustível utilizado na frota. Na planilha final da composição analítica dos custos da empresa, esse insumo representa 23,53% do custo total.

A Rápido Luxo Campinas foi procurada neste segunda-feira, mas não respondeu até o fechamento desta edição. Em nota recente, sobre a ampliação do atendimento para a volta às aulas, a empresa informou que os estudos para reforçar a oferta de ônibus em Campo Limpo Paulista são realizados diariamente pela concessionária, em conjunto com a Diretoria de Trânsito e Transporte do município. Segundo a empresa, hoje é transportado 73% do total de passageiros que utilizava o serviço no período pré-pandêmico.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: