Jundiaí

Aumenta em 90% vendas de malas e acessórios de viagem

RETOMADA Segundo lojistas, essa é a melhor época para estimular o setor e a tendência é continuar até o mês de fevereiro


ARQUIVO PESSOAL
A empresária Edilaine Passerini projeta um aumento de 20% nas vendas
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Com as festas de final de ano chegando e as viagens já agendadas, a venda de malas, bolsas e acessórios nas lojas disparou nos últimos dias, registrando aumento de até 90% em comparação ao ano anterior.

De acordo com a gerente de uma loja de bolsas no Centro, Rafaela Portela, desde o mês de outubro as vendas começaram a aumentar. "O movimento da loja está crescendo, principalmente a procura pelas malas de viagem. O modelo mais procurado até o momento são as malas em 'ABS', cujo material é mais rígido", afirma a gerente.

ALTA PROCURA

Segundo a gerente da loja, essa é a melhor época para estimular as vendas de malas e acessórios de viagem. "Já houve aumento de 80 a 90% nos produtos destinados à viagem e a tendência é continuar assim até o mês de fevereiro", explica.

Além das malas, a loja também conta com carteiras, bolsas, mochilas, pochetes e acessórios como guarda-chuvas e cintos. No ano passado, quando as viagens estavam baixas por conta da pandemia, as bolsas foram as mais procuradas. "No ano passado a procura por malas foi muito baixa, o que segurou as vendas foram as bolsas, principalmente de couro, que tiveram bastante saída".

AUMENTO DOS PREÇOS

Além do aumento das vendas, este ano também marcou a alta nos preços das malas. Segundo a gerente, a média de preços de uma mala tamanho família no ano passado girava em torno de R$ 399. Já neste ano o valor do mesmo produto custa cerca de R$ 600.

A empresária e proprietária de uma marca de mochilas, Edilaine Tessari Passerini, trabalha há dois anos com vendas on-line e já fala em aumento de 20% nas vendas. "Meu foco é na venda de mochilas, mas acredito que a procura por malas de viagens vai disparar neste final de ano", comemora a empresária.

Para a proprietária da marca, outro fator que deve impulsionar as vendas a partir de novembro será o Black Friday. "Já estou me preparando para a Black Friday deste ano e espero que estimule bastante as vendas do setor", completa Edilaine.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: