Jundiaí

Jundiaienses já se preparam para a Corrida de São Silvestre

SAÚDE A corrida é a competição de rua mais famosa do país e a mais importante da América Latina reunindo atletas profissionais e amadores


          ALEXANDRE MARTINS
Elaine Crepaldi tem se preparado para a corrida há um ano
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Todos os anos, milhares de atletas do mundo inteiro desembarcam no Brasil para participar da tradicional Corrida Internacional de São Silvestre, que acontece no dia 31 de dezembro. No percurso de 15 km, a 96.ª edição da Corrida São Silvestre contará com a presença de atletas jundiaienses.

A corrida é a competição de rua mais famosa do país e a mais importante da América Latina. Além dos atletas profissionais, mais de 30 mil pessoas por ano competem na São Silvestre.

O jundiaiense Adalto Macedo da Silva, de 46 anos, vai participar pela quinta da São Silvestre. O atleta, que treina cinco dias por semana de 10 a 12 km por dia, decidiu enfrentar a São Silvestre para homenagear seu amigo, que faleceu de câncer na semana passada. Os dois correriam o percurso para comemorar a recuperação da doença. "Vou fazer para homenageá-lo, tenho certeza de que ele estará feliz", diz Macedo. "Minha expectativa é me divertir e me superar sempre com o objetivo de motivar outras pessoas", afirma o atleta.

Devido à pandemia, a enfermeira e atleta de Jundiaí, Elaine Crepaldi, de 45 anos, vem se preparando para a corrida há um ano. "Eu treino quatro vezes na semana, com intercalação, de longas distâncias, ritmados e de velocidade, em média 50 km por semana." Elaine corre há quatro anos e participa de, em média, 20 competições por ano. "A corrida faz parte do meu dia a dia, espero cumprir o percurso da prova sentindo aquela energia maravilhosa", diz a atleta.

Um fator muito positivo da São Silvestre é que ela acaba virando um bom desafio a muitas pessoas, que, motivadas pelo objetivo de uma vida mais saudável, de um corpo mais esguio, ou até por apostas feitas entre os colegas, acabam tendo um excelente motivo para fechar o ano com chave de ouro e começar uma nova vida.

Após enfrentar diversos problemas de saúde, Edson José do Prado, de 40 anos, encontrou a felicidade na corrida. "Corro todos os finais de semana e me desafio com 200 km a cada mês. A São Silvestre é um sonho realizado a cada ano." Prado corre cerca de 2.500 km por ano e diz estar confiante e com as expectativas altas para a corrida. "Busco vencer a mim mesmo, a cada quilômetro percorrido é uma nova emoção", completa.

Os participantes terão pela frente os 15 km de percurso por ruas e avenidas da Capital paulista, com variedade de relevo que tornam a prova um desafio especial. A largada será na avenida Paulista na altura da rua Augusta e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero (av. Paulista, 900).

Embora a OMS (Organização Mundial da Saúde) oriente que se faça 150 minutos semanais de exercícios para sair do sedentarismo, manter-se saudável e ter uma melhor qualidade de vida não é suficiente para se aventurar em uma prova como esta. Segundo a educadora física Zenaide Vieira, que atualmente treina em média 150 alunos de Jundiaí, conhecer e respeitar o corpo é fundamental para iniciar qualquer atividade física. E, se o corpo não estiver bem condicionado, durante estes 15 km, o corredor pode forçar demais a musculatura e as articulações, desencadeando lesões.

Para o atleta estar apto a correr, ele precisa já ter corrido distâncias superiores a 12 km, se possível, já ter participado de provas de 5 km e 10 km antes de correr os 15 km da São Silvestre. "É preciso ter uma rotina de treinos de corrida regular, incluindo trabalho de fortalecimento muscular", afirma Zenaide. "A dica que eu dou é para que curtam muito, agradeça a saúde e a oportunidade de estar lá, depois de tudo que passamos nos últimos dois anos", declarou a treinadora.

MAIORES VENCEDORES

Na categoria masculina, o Brasil é o país que lidera o ranking de títulos da São Silvestre, com 29 campeões. Em segundo lugar, está o Quênia, com 14 vencedores. Já na categoria feminina, o Quênia domina o ranking com 12 conquistas.

O maior campeão brasileiro é atleta Marilson Gomes dos Santos, que venceu a São Silvestre três vezes (2003, 2005 e 2010).

COMO PARTICIPAR

Quem deseja participar da maior corrida de rua do Brasil deve fazer a inscrição por meio do site da São Silvestre: www.seguro.saosilvestre.com.br. Os participantes também devem pagar uma taxa de inscrição, que varia conforme a categoria em que competirão.

PREMIAÇÃO

Os atletas que alcançarem uma colocação entre o 1.º e 10.º lugar recebem uma premiação de incentivo por objetivo atingido, que passa por valores próximos de R$ 3 mil a R$ 90 mil.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: