Jundiaí

Elevador da EMEB Joaquim Candelário de Freitas começa a ser instalado


Divulgação
O elevador, que vai ampliar a acessibilidade já existente, foi uma das solicitações do Conselho de Alunos
Crédito: Divulgação

As obras da maior unidade da Escola Inovadora de Jundiaí, a EMEB Joaquim Candelário de Freitas, na Vila Hortolândia, estão em fase de conclusão. O elevador, que vai ampliar a acessibilidade já existente na estrutura, está em instalação e foi uma das solicitações do Conselho de Alunos da escola.

O Conselho foi o responsável por apresentar ao prefeito Luiz Fernando Machado e à equipe das Unidades de Educação e Infraestrutura e Serviços Públicos, os pedidos dos alunos e professores. A aluna Julia Vitoria da Silva Pafumi visitou as novas instalações pela segunda vez e aprovou o que viu. “A escola está ficando muito legal. Agora os alunos cadeirantes vão poder se deslocar melhor pelos espaços. A escola está maior, mais bonita, com teatro, quadra maior, rampa e vai ficar bem colorida”, contou.

“Em Jundiaí, as crianças têm voz. Foram os alunos que pediram o elevador e instalações mais sustentáveis como energia fotovoltaica, aquecimento solar e reuso da água. As obras estão na reta final e o prédio vai receber a maior Escola Inovadora, que atende a muitos desejos dos estudantes e professores da escola”, afirma o prefeito Luiz Fernando Machado.

Promover melhorias nos espaços escolares faz parte do eixo de ambiência escolar, um pilares da Escola Inovadora, programa implantado em Jundiaí em 2018 e que trabalha com a pedagogia da escuta, fundamentada nas pesquisas e abordagem de Reggio Emilia-Itália. “Além de ouvir as necessidades das crianças e educadores, são consideradas as práticas pedagógicas e as realidades das escolas de Jundiaí em cada segmento. Promover um ambiente adequado e com espaços externos para as atividades de desemparedamendo da escola, impactam na boa qualidade da educação oferecida por Jundiái”, declara a gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques.

A nova EMEB Joaquim Candelário de Freitas conta com 4,9 mil metros quadrados, distribuídos em três pavimentos, laboratórios, anfiteatro, biblioteca, 20 amplas salas de aula, quadra coberta com medidas oficiais e ambientes com acessibilidade. O investimento na escola é de R$ 12 milhões. A obra conta com duas contrapartidas e Estudo de Impacto de Vizinhança.


Notícias relevantes: