Jundiaí

PAIT Jundiaí abre novo grupo de cuidado contra o tabagismo


Divulgação
PAIT auxilia interessados em abandonar o vício em tabaco com atendimento multidisciplinar
Crédito: Divulgação

O Programa de Assistência Intensiva ao Tabagista (PAIT) da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), da Prefeitura de Jundiaí, abre nova turma para os interessados em abandonar o tabagismo. Os atendimentos serão realizados semanalmente no Núcleo Integrado de Saúde (NIS), localizado na avenida Carlos Sales Block, 74, às 14h, nas quartas-feiras, gratuitamente.

Há 14 anos na rede de Saúde da Prefeitura de Jundiaí, o PAIT, já auxiliou aproximadamente 8 mil pessoas a abandonar o vício e recuperar a saúde. “O atendimento é gratuito, com encontros em grupos e atendimentos individualizados. Além das turmas no NIS, ainda há oferta do serviço nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Clínica da Família. Basta a população buscar pelo atendimento com a sua equipe de referência para ter a indicação do dia e local mais próximo para o atendimento”, completa coordenador do programa, Carlos Costa.

Jundiaí manteve a oferta de grupos de atendimento do PAIT mesmo durante a pandemia, de maneira virtual, e retomou os atendimentos presenciais em 2021. Nesta quarta-feira, 17/11, novo grupo foi aberto, com oferta de atendimento multidisciplinar para o cuidado contra o tabagismo. “O tabaco, seja no cigarro, charutos ou narguilés, é causador de diversas doenças ao organismo, sendo um dos principais causadores de câncer de pulmão e vias respiratórias. A oferta de atendimento gratuito em Jundiaí garante acompanhamento completo, inclusive, com a adoção de medicamentos, caso seja necessário”, comenta o médico coordenador do programa.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), durante a pandemia do Novo Coronavírus, houve queda de 66% do número de tabagistas em tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com relação 2019. Baseada nos números do Programa Nacional de Controle ao Tabagismo (PNCT), coordenado pelo INCA, a pesquisa revelou que a maior diminuição pela procura de tratamento antitabagista ocorreu no Sudeste (68%), seguida pelas regiões Nordeste (66%), Centro-Oeste (63%), Sul (62%) e Norte (59%).

Nas Novas UBSs Jardim São Camilo, Maringá, Jundiaí Mirim e Corrupira estão em andamento grupos de apoio ao tabagista.

 


Notícias relevantes: