Jundiaí

Morre homem que teve casa incendiada por bituca de cigarro


Divulgação
Incêndio causado pelo cigarro aconteceu na madrugada de quarta (17)
Crédito: Divulgação

Ednaldo Francisco da Silva, de 41 anos, morador da Estrada Municipal do Varjão, em Jundiaí, faleceu hoje (19) após incêndio provocado por bituca de cigarro em sua residência. 

O incêndio aconteceu na madrugada dessa quarta-feira (17), quando o Corpo de Bombeiros esteve no local para conter as chamas. Ednaldo foi socorrido pelo SAMU e levado ao Hospital São Vicente de Paulo com queimaduras de 2º grau.

Na madrugada do dia 17, os vizinhos acionaram a Polícia Militar que estava a caminho de outra ocorrência devido ao incêndio. Dentro do imóvel, o fogo já havia se propagado, e os Policiais Militares do 11º BPMI verbalizaram para verificar se havia alguém dentro da casa, quando ouviram os gritos de 'socorro' do homem.

Os PMs entraram no imóvel em chamas e conseguiram retirar o homem, que já apresentava várias queimaduras pelo corpo. A ação foi rápida antes que o fogo tomasse toda a residência, pois não seria possível aguardar a chegada do Corpo de Bombeiros.

Após o resgate, o Corpo de Bombeiros compareceu ao local para atendimento e conseguiu evitar que outras casas fossem atingidas, mas o imóvel da vítima ficou completamente destruído.

A vítima informou aos policiais que não tinha forças para sair da cama e se salvar. Segundo o relato do morador, o incêndio teve início quando o homem dormiu com um cigarro aceso nas mãos, que caiu em um colchão e se propagou pelos móveis.

O delegado do Plantão da Polícia Civil de Jundiaí, Rodrigo Lima Leite Carvalhaes determinou a realização de exames necroscópicos pelo IML.

Na tarde desta sexta-feira (19) o corpo será liberado para sepultamento.


Notícias relevantes: