Jundiaí

Fiscalização nas feiras garante organização dos espaços e segurança dos alimentos

A população jundiaiense conta com mais de 30 opções entre feiras, feira do produtor rural e varejões, diurnos e noturnos, que são realizados todos os dias


DIVULGAÇÃO
Os agentes percorrem as feiras orientando sobre segurança
Crédito: DIVULGAÇÃO

A população jundiaiense conta com mais de 30 opções entre feiras, feira do produtor rural e varejões, diurnos e noturnos, que são realizados todos os dias, com o objetivo de levar até os munícipes alimentos seguros, bem como de produtores rurais da própria cidade. Para garantir a segurança alimentar, assim como um ambiente organizado, o Departamento de Abastecimento de Jundiaí, órgão ligado à Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGT), promove a coordenação e fiscalização das feiras livres e varejões.

Os agentes de fiscalização percorrem as feiras e realizam o controle do horário dos permissionários, a organização das bancas, controle da venda de produtos de acordo com a licença, coibição do comércio ambulante dentro das feiras e varejões. “O trabalho visa manter a organização dos espaços, assim como garantir apoio aos permissionários e segurança aos consumidores”, explicam os fiscais Ezequiel Melo e Ismael do Prado.

“Além da fiscalização em campo, a equipe também é responsável pelo estudo técnico para viabilizar novas bancas nos espaços ainda não ocupados, vagos ou em desistência dos atuais bem como apoio e acompanhamento das demandas realizadas pelos permissionários”, lembra a diretora de Abastecimento, Georgea Casoti.

O trabalho realizado pela equipe da UGAAT é elogiado pelos permissionários. Vilma Sakai tem barraca na feira de Jundiaí há mais de 40 anos e conta que a organização dos espaços em Jundiaí é diferenciada e elogia o serviço.

“A fiscalização nos oferece segurança. Podemos trabalhar com mais tranquilidade e também que temos apoio nas demandas. Sempre fui muito bem orientada pela equipe do Abastecimento. Quando conversamos com permissionários que atuam em outras cidades, constatamos que Jundiaí é referência e que essa atuação direta dos fiscais mantém as feiras mais organizadas, padronizadas e dentro das questões de higiene”, elogia a feirante.

“Os fiscais percorrem as feiras e trazem todas as demandas de manutenção necessária de cada uma delas, como poda de árvores, roçada, manutenção das caixas de energia, garantindo que os feirantes tenham excelência no seu trabalho. As feiras e varejões beneficiam os produtores rurais, que promovem o escoamento da safra local e também para a população, que pode fazer a compra dos produtos com procedência e segurança”, lembra o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez.


Notícias relevantes: