Jundiaí

O que mudou no primeiro ano de aplicação do Novo Ensino Médio

Alunos escolhem uma trilha de aprofundamento de acordo com aptidões, mantendo foco no Enem e nos vestibulares


Divulgação
Bianca Campos está concluindo o 1º ano do Ensino Médio
Crédito: Divulgação

O ano de 2021 ficou marcado para os alunos, não apenas pela volta das aulas presenciais. As turmas do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Divino Salvador tiveram a oportunidade de cursar o período já com a nova base curricular.

Com a nova grade, o aluno pode escolher uma das quatro áreas de conhecimento do itinerário formativo, para aprofundar seus estudos: linguagens e código, ciências da natureza, ciências humanas e ciências exatas. Já os segmentos de base comum continuam organizados e voltados sempre para vestibulares, o que é muito importante para essa fase de preparação no Ensino Médio.

Bianca Campos, de 15 anos, está concluindo o 1º ano do Ensino Médio e garante que a mudança foi bastante positiva, principalmente com a possibilidade de escolher um itinerário formativo. “Para mim foi tranquila a adaptação ao novo modelo de estudo. Além de proporcionar conhecimentos aprofundados sobre a área escolhida, temos esse espaço para a nossa desenvoltura com grupo, criatividade, planos e projetos diferenciados. Os professores são sempre abertos a ideias e discussões vinda dos alunos e eles estão sempre preocupados em trazer experiências e assuntos novos”, comenta.

Ela conta que o formato proporcionou assuntos mais importantes e precisos para o vestibular (na parte de base comum). “Ter o espaço para o estudo que é dedicado a vestibulares (ensino de base comum) e ao mesmo tempo ter um tempo para ver e discutir assuntos que não seriam vistos em sala, mas que são interessantes e importantes na capacidade intelectual de um aluno (itinerários formativos) foi a mudança mais significante e interessante para mim”.

Rodrigo de Oliveira, coordenador do Ensino Médio do Colégio Divino Salvador, explica que a estrutura curricular foi renovada, mas que o foco no Enem e nos vestibulares continuam. “Nosso material está preparado para que os alunos se concentrem nos estudos para as grandes provas, mas que tenham na trilha do aprofundamento um olhar mais voltado à área que ele realmente quer se dedicar no futuro”.

Ele ressalta, que durante o período, o aluno pode trocar o itinerário formativo. E foi o que Bianca fez quando sentiu a necessidade de mudar ao se identificar com a área de Administração. “No primeiro semestre do ano, tinha escolhido o itinerário de ciências exatas e da natureza, mas depois mudei para o de ciências humanas, pois acredito que meus gostos mudaram completamente desde que entrei no Ensino Médio”.

A partir de 2022, o Novo Ensino Médio estará nas salas dos alunos do 1º e 2º anos do Colégio Divino Salvador e até o final de 2023 todos os anos já estarão com a nova base curricular.

Sobre o Colégio Divino Salvador

Há mais de 65 anos o Colégio Divino Salvador ensina crianças e jovens da educação infantil ao ensino médio, sustentado pelos valores cristãos e pelo carisma salvatoriano.

Com uma proposta pedagógica que visa formar pessoas conscientes de seus direitos e deveres pessoais, políticos e culturais, compromissadas eticamente com o bem comum e com a sustentabilidade do meio ambiente, que saibam intervir na sociedade para torná-la melhor e que respeitem as diversidades humanas e culturais.


Notícias relevantes: