Jundiaí

À espera do Natal, casas já começam a ser decoradas

CELEBRAÇÃO Enfeites como árvores de Natal, guirlandas e pisca-pisca já tomam das decorações


      ALEXANDRE MARTINS
Marita Teixeira Gomes diz que decorar a casa é uma tradição familiar
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Faltando menos de um mês para o Natal, os preparativos para as celebrações do final do ano já começaram, principalmente as decorações das casas, como a montagem de árvores de Natal, enfeites e pisca-pisca.

Para a dentista Marita Teixeira Gomes, de 73 anos, decorar a casa é uma tradição em sua família e ajuda a resgatar o espírito natalino. "Eu sempre começo a decoração com antecedência porque gosto da casa bem enfeitada, tanto dentro como fora. Este ano decidi decorar com guirlandas, enfeites dourados, árvore de Natal e um presépio", afirma Marita.

Mesmo com a decoração volumosa, a dentista conseguiu reaproveitar os enfeites dos anos anteriores para não ter gastos excessivos. "Comprei pouquíssimas coisas este ano. Quis mudar um pouco no presépio, mas como tenho muita coisa de decoração natalina, então todos os anos só complemento de acordo com a cor da decoração, como laços e velas", explica Marita.

ANTECEDÊNCIA

A entusiasta já finalizou toda a decoração de natal em sua residência e, como terminou com antecedência, é uma das únicas casas da rua que já está enfeitada. "Ainda não vi nenhuma decoração muito chamativa aqui na minha rua, acredito que devem estar esperando o mês de dezembro para começarem a decorar".

Quem também gosta de enfeitar a casa mais cedo é a advogada Dalila Andrade e seu marido, Maylon Andrade. "Aqui em casa decorar a casa para o Natal é um evento a parte. Meus filhos sempre esperam ansiosos pela época e querem enfeitar tudo com antecedência", afirma Dalila.

A advogada ainda está terminando a decoração da sua casa, que deve ser finalizada neste final de semana, mas a mãe não pretende economizar nos enfeites. "Como o Natal só acontece uma vez por ano e é uma data muito especial para mim, que sou católica, acredito que vale a pena ter um gasto a mais para fazer uma decoração mais marcante", comenta a advogada.

DICAS

A Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) alerta para os cuidados da montagem das decorações e instalações elétricas do local, além da economia de energia durante o uso dos pisca-pisca.

Com o tempo mais seco e as tarifas mais altas, a economia no consumo de energia deve ser mantida, mesmo durante as festas de fim de ano. Priorize os enfeites que não use energia, mas quando não for possível, evite deixá-los ligados por muito tempo.

Sempre faça a instalação das luzes de Natal com o circuito desligado e tome cuidado com as crianças.

Não utilize benjamins, tenha cuidado com o limite de carga da tomada que liga as lâmpadas e não faça emendas nos fios do circuito de iluminação de Natal;

As luzes devem ser desligadas quando não houver alguém na casa ou quando estiverem dormindo. Por serem fontes de calor, as luzes necessitam de acompanhamento contínuo;

Evite o contato das lâmpadas com objetos e enfeites que podem ser inflamáveis como cortinas e tapetes. No caso das árvores de Natal, é importante procurar pela etiqueta "resistente ao fogo";

Não faça instalação próxima de piscinas ou áreas alagadas, nem quando estiver com as mãos ou os pés molhados. Em áreas sujeitas a chuvas, use modelos de pisca-piscas resistentes à água;

Quando o enfeite for instalado em fachadas, mantenha uma distância segura entre a decoração externa e a rede de distribuição de energia elétrica da CPFL. Certifique-se que os enfeites estejam bem fixados, de forma que não sejam lançados na rede durante temporais e provoquem curto-circuito. No caso de dúvidas sobre a instalação externa, consulte a distribuidora.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: