Jundiaí

Edição de novembro das ‘Conversas de Patrimônio’ irá tratar do reconhecimento do patrimônio afrobrasileiro


Divulgação
Tema proposta para este mês faz alusão ao Dia da Consciência Negra
Crédito: Divulgação

A ação mensal das “Conversas de Patrimônio em Jundiaí” chega no mês de novembro à sua segunda edição e, em alusão ao Mês da Consciência Negra, terá como tema “A tarefa de reconhecer o patrimônio cultural afrobrasileiro”. A atividade on-line será realizada na próxima terça-feira (30), a partir das 15h, com transmissão pelos canais da Unidade de Gestão de Cultura no Facebook e YouTube.

Para esta edição, os convidados especiais serão: o sambista e sociólogo Tadeu Kaçula, que participou este ano do colóquio em homenagem ao Samba Paulista durante o Mês do Patrimônio de Jundiaí; e a comunicadora jundiaiense Deh Bastos, que é consultora antirracista e cofundadora do projeto “Criando Crianças Pretas”. A atividade contará com a mediação do diretor do Departamento de Patrimônio Histórico da UGC, Elizeu Marcos Franco, e tradução simultânea em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Lançado no mês passado, as “Conversas de Patrimônio” tem por objetivo refletir e propor ações sobre o patrimônio histórico e cultural da cidade a partir de temas em destaque durante a sua realização. A primeira ação, em outubro, tratou de acessibilidade, em alusão ao Dia do Deficiente, comemorado naquele período. O tema do encontro do mês que vem será o aniversário de Jundiaí, que completará 365 anos no dia 14 de dezembro.


Notícias relevantes: