Jundiaí

Jovens explicam a importância do voluntariado na pandemia

TRABALHO VOLUNTÁRIO Realizar ações em meio à pandemia trouxe questionamentos e críticas aos voluntários, já que a obrigatoriedade era ficar em casa


           ALEXANDRE MARTINS
Giovanna Cunha já viajou para outro estado em um trabalho voluntário
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

A execução de trabalhos voluntários durante a pandemia da covid-19 trouxe questionamentos para pessoas que não conseguiam entender a escolha de sair de casa em um momento tão delicado. Jovens voluntárias explicam que há um grande propósito por trás da realização dos projetos em meio a uma crise sanitária e humanitária.

Giovanna Cunha Cardoso, de 20 anos, já tinha ações marcadas para participar assim que a pandemia começou. Ela faz parte de um grupo chamado 'Intensidade' e também atuou no projeto 'Jesus nas ruas'. "Quando as coisas se agravaram nós paramos por um mês e meio, depois retornamos com um número reduzido", afirma.

A estudante conta que o grupo se reuniu para ações aos sábados, oferecendo suporte e alimento para pessoas em situação de rua. Além disso, ela também viajou para Alagoas em uma ação humanitária com 12 voluntários.

CRÍTICAS

Todos estavam tensos, tendo que lidar com críticas e questionamentos. "Algumas pessoas questionavam nossas ações, perguntando o motivo de estarmos na rua dizendo que era obrigatório ficar em casa", afirma.

Ajudar as pessoas na pandemia trouxe um sentimento diferente. "Sempre tomamos todos os cuidados recomendados em nossas ações, inclusive levamos doações de álcool em gel. O cenário era incomum e muito diferente a forma em que as pessoas em situação de vulnerabilidade se sentiam com toda a atenção e cuidado que estávamos fornecendo mesmo em um momento em que todos queriam se afastar", relata.

Giovanna conta que, em uma das ações na Vila Arens, em Jundiaí, um homem relatou que a população de rua estava morrendo de sede. "A pandemia causou tanto medo nas pessoas que um homem em situação de rua me contou estar morrendo de sede porque ninguém saía no portão para oferecer um copo de água com medo do vírus", relata.

RETOMADA

Foi durante a pandemia que Giulia Bonifácio Tavares, 22 anos, voltou a realizar trabalhos voluntários. "Em meados de julho e agosto de 2020 voltei a fazer um núcleo do projeto 'Hamburgada do Bem", em que eu era responsável por mover ações em Jundiaí", conta.

Nessas ações foram entregues doações de kits de higiene com produtos de limpeza, álcool em gel e máscaras para famílias em situação de vulnerabilidade social na Vila Comercial, Vila Maringá e no Jardim Fepasa, em Jundiaí.

Segundo Giulia, ela teve um olhar totalmente diferente para as ações realizadas na pandemia. "Eu acho que a pandemia afetou mais ainda os voluntários na questão de participar das ações presencialmente. Também fez com que as pessoas percebessem que tem um mundo lá fora que precisa de ajuda", relata.

Ela acredita que esse período trouxe uma reflexão para todos. "Cada 5 ou 10 reais fazem a diferença. Apesar de muita gente falar que em um dia nós doamos e a pessoa consegue comer, mas no outro ela continua com fome, são as pequenas ações que trazem esperança. Na pandemia, percebi que as pessoas acordaram para a realidade de que coisas ruins acontecem e muita gente vivencia isso", afirma.

O sentimento de ajudar foi despertado em muitas pessoas. "Percebi que muita gente sentiu vontade de nos apoiar, mas para ajudar presencialmente teve muita resistência, as pessoas estavam com muito receio", conta.

DIFICULDADES

A maior dificuldade foi a baixa nos voluntários. "O número de pessoas que precisavam de ajuda só aumentou, mas o número de voluntários nesse período foi baixíssimo. Antes atendíamos cerca de 200 em situação de rua, na pandemia passamos a atender entre 300 e 400. Entretanto, o número de voluntários nas ações era apenas 15 devido ao distanciamento", afirma.

Além da falta de pessoas para participar das ações, Giulia também sentiu dificuldade em colher as doações. "Também foi muito difícil arrecadar doações para atender todo mundo que precisava, pois o número aumentou muito", relata.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: