Jundiaí

Recuperação da marginal custará R$ 72 milhões

RIO JUNDIAÍ As obras de melhorias começam ainda neste mês, após acertos se arrastarem por anos


JORNAL DE JUNDIAÍ
O motorista Mailon Luciano da Silva lamenta a falta de conservação
Crédito: JORNAL DE JUNDIAÍ

As obras na Marginal do Rio Jundiaí, que começam ainda neste mês e devem ser concluídas em 2022, terão investimento de mais de R$ 72 milhões, com maior investimento, de R$ 38 milhões, no trecho de Campo Limpo Paulista. A via, que corta Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista, está em péssimas condições de tráfego, colocando motoristas em risco.

Mantida pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER), a marginal recebeu verbas estaduais de recuperação no meio deste ano, após impasse entre prefeituras. No contrato, há restauro e adequações para ser elevada a rodovia.

RISCOS

Quem utiliza a marginal diariamente aguarda o início das obras. Além da trepidação excessiva em alguns trechos, devido aos buracos e remendos, essas condições causam danos aos veículos e acidentes graves.

Passando pelo local, Mailon Luciano da Silva não vê conservação adequada para o trecho. Buraco, lombada e sinalização ruim foram alguns itens apontados. "Se vai devagar para desviar dos buracos, os outros vem atrás correndo. É horrível faz tempo."

Já o designer Victor Hugo Borges de Souza usa a via ao menos uma vez por semana e a considera muito importante. Por conta do trecho que precisa usar, já teve avarias no veículo. "Eu já tive problemas, passei em um buraco, perdi o pneu e entortou a roda do carro. Eu espero que finalmente consigam arrumar a marginal. Colocaram placa avisando que tinha verba do estado para a obra, mas isso já devia ter sido feito. Os municípios têm impostos. É difícil para a população conseguir as coisas. É até humilhante para o cidadão. É mais fácil aprender a desviar dos buracos do que esperar a reforma."

O motorista Marcos Roberto Romualdo diz que escuta há algum tempo que as obras seriam feitas. "Falar que vão arrumar, eles falam, mas arrumar que é bom, nada. Passo na marginal quase todo dia, mas nunca tive problema porque dirijo devagar, minha esposa que dirige mais rápido já teve. Usar a marginal é uma boa opção, adianta o nosso lado."

Motorista de aplicativo há três anos, Liliane da Silva passa pela via ao menos duas vezes por dia. "Andar pela marginal é mais rápido, mas detona o carro. Estraga tudo, amortecedores, balanceamento. Taparam uns buraquinhos, mas aí os remendos ficaram parecendo lombadas. Eles têm que usar o dinheiro do nosso imposto e arrumar. A gente sabe que se juntar as três cidades tem verba pra isso."

PRAZOS

Segundo a Prefeitura de Jundiaí, o investimento do governo do estado para a recuperação de 6,6 quilômetros do asfalto da Marginal do Rio Jundiaí no município foi de R$ 10,4 milhões. O processo de licitação foi feito pelo governo do estado, por meio do DER, e as obras devem ser iniciadas ainda neste mês no trecho de Jundiaí. A previsão de término é de seis meses.

A Prefeitura de Campo Limpo Paulista informa que o investimento no trecho do município é de R$ 38 milhões. As melhorias elevarão o status da marginal a 'rodovia'. Estima-se que mais de 40 mil motoristas passem pelo local diariamente. Toda a obra será executada pelo DER, sem responsabilidade da prefeitura. A empresa SENPRA, vencedora da licitação promovida pelo DER, já iniciou a topografia na cidade. O prazo de execução da obra no trecho de Campo Limpo Paulista é de 12 meses.

A Prefeitura de Várzea Paulista informa que pleiteou a inclusão da cidade no programa estadual Novas Estradas Vicinais. No município, o investimento será de R$ 24 milhões. A previsão é de que os trabalhos de recapeamento e sinalizações vertical e de solo sejam iniciados ainda neste mês e concluídos no final do próximo semestre. A obra é inteiramente executada pelo estado.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: