Jundiaí

Autoestima em tempos de pandemia


ARQUIVO PESSOAL
No período de seis meses Vanesca passou dos 105 kg para 82 kg
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Estar satisfeito com o próprio corpo não é uma das tarefas mais fáceis em uma sociedade repleta de padrões estéticos, que mais provocam inseguranças do que nos ajudam a ter uma relação saudável com nosso corpo.

Vanesca Fabiane Matheus Souza tem 45 anos e esteve em uma batalha contra os danos que seu estilo de vida estava causando ao seu corpo. No início de 2021, ao fazer exames de rotina, Vanesca foi diagnosticada com esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado), chegando a um passo de desenvolver uma cirrose. Com medo do rumo que saúde poderia tomar, Vanesca decide fazer uma mudança radical na sua alimentação. Sua intenção não foi mudar a estética do seu corpo, mas sim reverter os danos provocados à sua saúde. "Independentemente do meu peso sempre priorizei estar feliz comigo mesma independente de opiniões alheias", afirma. "No entanto, com a pandemia, tantas pessoas perdendo a vida de uma hora para outra, eu precisei tomar uma decisão: ou eu mudava de vida e cuidava da minha saúde, ou a situação poderia não ter mais volta",explica.

Vanesca realizou consultas com um nutricionista e iniciou seu tratamento por meio de uma reeducação alimentar e consumo de remédios. "Fiz uma mudança radical, começando a largar meus vícios que não me deixavam enxergar o quão eles faziam mal ao meu corpo, minha família e casamento. Graças ao bom Deus eu acordei desse pesadelo e larguei de uma vez por todas eles!", comenta.

"O maior ponto de todos é a determinação, quando não medimos esforços pelos outros, ou para agradar alguém mas sim por você mesmo. Minha alimentação era sem nenhuma restrição, sem sofrimento ou sendo escrava de uma dieta, mas comendo bem e de forma saudável, o que eu não fazia antes. Tive muito apoio do meu esposo, das minhas filhas e amigos que trabalham comigo", descreve.

Durante todo esse processo, Vanesca passou dos 105 kg para 82 kg em seis meses, à medida que sentia que sua autoestima aumentava. No entanto, começou perceber que sua pele estava mais flácida por conta do emagrecimento e decidiu procurar um cirurgião. "Passei com cinco cirurgiões, até que encontrei um que me transmitiu confiança. Os exames mostraram que eu estava com três dedos de diástase por conta da obesidade. Além de gordinha, eu estava sem forma", comenta. Foi marcada e realizada uma cirurgia de abdominoplastia para correção da diástase.

Vanesca acabou o tratamento e recuperou sua autoestima. Hoje ela mantém os novos hábitos com a alimentação e pretende levá-los para a vida. Ela também criou uma página no Instagram onde ajuda outras pessoas a criar novos hábitos de um estilo de vida mais saudável."É um trabalho diário enaltecer o corpo que temos, fazemos coisas extraordinárias para nos mantermos vivos. Assim como eu jamais imaginei que conseguiria, você pode também", finaliza.

(Heloísa Pereira)


Notícias relevantes: