Jundiaí

Verão e temporada de chuvas exigem cuidados contra as arboviroses


Divulgação
Verão e temporada de chuvas exigem cuidados contra as arboviroses
Crédito: Divulgação

O verão começou oficialmente nesta semana e com a estação a possibilidade de chuvas frequentes é ampliada. Aliada às altas temperaturas, a condição é propícia para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Para evitar as doenças, é essencial que a população cuide dos quintais e elimine qualquer objeto que possa acumular água e se transformar em criadouro do mosquito.

De acordo com dados do Boletim Epidemiológico da Vigilância em Saúde Ambiental (VISAM) Giovanna Vianna Argento da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), até o dia 21 de dezembro, data da publicação do boletim semanal, Jundiaí registrava 395 casos confirmados de dengue, sendo 322 autóctones e 73 importados, além de quatro casos positivos de chikungunya, sendo 2 autóctones (Centro) e 2 importados (Amaraji – PE) – (Catende – PE). Não há notificações para zika ou febre amarela.

Cuidados

De acordo com a biomédica da VISAM, Ana Lúcia de Castro, a população precisa se atentar à residência para evitar problemas com os transmissores. “Os lugares que mais acumulam água são os pratinhos de plantas, latas e frascos não utilizáveis, lonas e plásticos; assim como baldes, bromélias e garrafas deixadas em local descoberto. Somente com o apoio de todos é que será possível enfrentar o mosquito e reduzir a possibilidade de transmissão das doenças com a chegada dos dias quentes, considerado o período de alta da arbovirose”, afirma a biomédica.

Além de eliminar os inservíveis do quintal que podem acumular água, a limpeza de calhas e a vedação de caixas fazem parte das ações de combate que devem ser observadas pela população. “Se as residências continuarem a oferecer criadouros, o mosquito vai se estabelecer e, em 2022, poderemos ter grande circulação do Aedes aegypti e aumento no número de casos”, salienta a biomédica.


Notícias relevantes: