Jundiaí

Segunda turma do Benefício Social Emergencial inicia prestação de serviços nos equipamentos esportivos e culturais


Divulgação
Turma do Benefício Social Emergencial inicia prestação de serviços
Crédito: Divulgação

Os contemplados nos segmentos Jovem e Adulto da segunda turma do Benefício Social Emergencial da Prefeitura iniciam esta semana o cumprimento de suas jornadas colaborativas, contrapartida na forma de trabalho em equipamentos culturais e esportivos. Para o início das atividades, os grupos participaram de integração promovida pelas Unidades de Gestão de Cultura (UGC) e de Esporte e Lazer (UGEL) no Complexo Fepasa e no Complexo Esportivo Dr. Nicolino de Luca (Bolão) nessa segunda-feira (10).

Lançado pela Prefeitura no ano passado para as pessoas impactadas economicamente pela pandemia, o Benefício temporário é operacionalizado pela Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), por meio da Divisão de Inclusão Produtiva e Qualificação Profissional.

Na primeira rodada, entre os meses de outubro e dezembro de 2021, foram beneficiadas mais de 850 pessoas. Com exceção do segmento dos Idosos, que previa pagamento de benefícios para parcela dos contemplados sem a necessidade de contrapartida, todos os demais beneficiários cumpriram jornada colaborativa e formativa ao longo de três meses. Entre recursos próprios da Prefeitura e recursos disponibilizados pelos fundos vinculados aos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e da Pessoa Idosa (COMDIPI), foram investidos mais de R$ 515 mil e foram fornecidos mais de 7,5 mil passes sociais.

Neste trimestre, foram contempladas cerca de 80 pessoas, nos segmentos Jovem e Adulto, que receberão os valores mensais de, respectivamente, R$ 500 e R$ 1 mil, para o cumprimento de 16 horais semanais de trabalho. Como no segmento Idoso o benefício tem duração de seis meses, seguem como beneficiários os mesmos do trimestre passado. Idosos com contrapartida recebem benefício mensal de R$ 400 e sem contrapartida R$ 150.

“Este é mais um investimento social da Prefeitura para auxiliar os jundiaienses impactados pela pandemia. Os contemplados, além de receberem o benefício, têm a oportunidade de prestar de volta um serviço à comunidade. Além de, por meio da Jornada Colaborativa, aprender novos saberes e ofícios, que em muito contribuem para sua formação na busca por emprego ao final do período do benefício”, explicou o prefeito Luiz Fernando Machado.

A gestora da UGADS, Maria Brant, explicou o funcionamento da Jornada Colaborativa. “A operacionalização do Benefício pela UGADS é feita de modo intersetorial, com as importantes parcerias da UGC e da UGEL, em cujos equipamentos serão cumpridas as contrapartidas. Nos complexos esportivos, os designados prestarão serviços gerais, como jardinagem, manutenção e reparos em geral. Já nos equipamentos culturais, são diversas as propostas, que vão desde o receptivo na Pinacoteca, no Polytheama e no Solar do Barão, como na manutenção do Complexo Fepasa e na higienização e conservação dos documentos do Arquivo Histórico municipal”.

O diretor do Departamento de Planejamento, Gestão e Finanças da UGADS, Lucas Rodrigues, ressaltou a importância da formação dos contemplados. “Para a realização Jornada Formativa, de quatro horas semanais, contamos com os cursos oferecidos pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e pela Escola de Gestão Pública (EGP). A formação contribui para que o beneficiário esteja mais apto para sua reinserção no mundo do trabalho”.

Moradoras da vila Ana, as amigas Tamara Lima e Laís Ferreira fizeram a integração nessa segunda-feira (10) no Bolão, onde irão prestar serviço pelos próximos três meses. “Já trabalhei aqui no setor de limpeza e agora esta será uma oportunidade de mudar de área, já que vou trabalhar como recepcionista”, comemorou Tamara. “Eu já estava desempregada. Com a pandemia a situação piorou, cheguei a passar necessidade. Esta é uma porta que se abre”, comentou Laís.

 


Notícias relevantes: