Jundiaí

Rede VOA envia 22 ton à Bahia


Quando a missionária Miriam Gonçalves, da Paróquia São Francisco de Assis, de Vinhedo, ligou para o aeroporto de Jundiaí pedindo ajuda logística para que doações chegassem até Ilhéus, castigada pelas chuvas, ainda antes do Natal, ela não iria imaginar que mais de 22 toneladas seriam transportadas até aquela cidade.

Desde então, com campanha de mídia disparada, funcionários da empresa não pararam de arrecadar doações que chegavam em carros e até caminhões na sede de Jundiaí, mobilizando cidadãos. "Mesmo com os feriados, a Região toda mostrou-se sensibilizada com os amigos baianos e uma verdadeira rede solidária aérea foi montada para que as cargas chegassem ao seu destino", afirma o presidente da Rede VOA, Marcel Moure.

Para ajudar na recepção das doações, o FUNSS (Fundo Social de Solidariedade) de Jundiaí abriu seus portões para a arrecadação. O 12º GAC (Grupo de Artilharia e Campanha) enviou seus soldados para ajudar na triagem e no carregamento. A Azul Cargo colocou seus Caravans à disposição para o transporte gratuito. A Voepass, parceira de Ribeirão Preto, trouxe uma carreta para Jundiaí, com ajuda da ONG Voluntários do Sertão, para carregar uma aeronave ATR para voo até Ilhéus. A FEMSA pediu ao seu parceiro Cavalinho para que outra carreta fosse carregada nessa semana e chegasse por terra até a Bahia. E o Hangar Gaivota cedeu seu espaço para que a carga fosse armazenada.

A ONG Amparo do Bem, em Ilhéus, está fazendo a distribuição (http://www.voa-sp.com.br/2022/01/12/rede-arrecada-22-toneladas-para-desabrigados-de-ilheus/).

Da Redação


Notícias relevantes: