Jundiaí

Em lares temporários, animais abandonados aguardam adoção

ACOLHIMENTO O número de animais soltos nas ruas chega a triplicar entre dezembro e janeiro e por isso as campanhas e feiras são necessárias


ARQUIVO PESSOAL
Graça Silva resgata animais de rua na região e acolhe em sua residência
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Em busca de um novo lar, animais de estimação são resgatados das ruas e acolhidos por abrigos temporários e aguardam adoção definitiva. De acordo com protetoras, o número de animais abandonados chega a triplicar entre dezembro e janeiro.

Para a professora e integrante de um grupo de resgate e adoção de gatos, Adriana Costa Veloso, de 39 anos, em época de festas e viagens o abandono costuma disparar. "Durante os meses de dezembro e janeiro o número de animais abandonados e perdidos nas ruas é muito alto, além de ficarem com medo dos fogos e acabarem fugindo de casa, muitas famílias vão viajar e acabam abandonando seus próprios animais de estimação", diz a professora.

Apenas neste ano, Adriana já doou dez gatos e possui cinco na sua casa, disponíveis para adoção. No ano passado, o número chegou na marca dos 60. Além da adoção, a cuidadora resgata, dá banho, leva ao veterinário e faz a divulgação nas redes sociais. "O trabalho não é nada fácil, eu faço isso porque amo. Já tive gastos de R$ 3 mil com os tratamentos, além da dificuldade de conseguir lar para alguns deles", explica.

Quem começou o ano em um novo lar foi o Dudu, de um ano, cachorro de estimação da manicure Bruna Ribeiro, de 28 anos. Bruna adotou o pet esta semana, após pedido do seu filho. "O Dudu veio de um lar temporário, ele é um amor de cachorro, muito bonzinho, obediente e se dá muito bem com meus dois gatos. Meu filho sempre quis ter um cachorro e eu estava esperando ter mais condições para poder cuidar de um, mas já pensava em adotar há algum tempo", diz Bruna.

ABANDONO

A tosadora e protetora individual Graça Cristina Silva, de 48 anos, resgata animais abandonados na região de Itupeva e Jundiaí e abriga na sua casa ou em lares temporários até encontrar novos donos. "Eu resgato os animais, cuido, castro e levo ao veterinário quando necessário. Após o processo faço as adoções. Geralmente os bichinhos ficam aqui comigo, mas quando é algo extremo pago abrigo temporário para acolhimento", afirma a cuidadora.

Ao longo do ano passado foram 40 animais doados no lar. Este ano, até o momento, Graça realizou a adoção de cinco pets, sendo três cães e dois gatos. No abrigo ainda há 10 à disposição, sendo oito cachorros e dois gatos. "O isolamento contribuiu para o aumento de adoções, mas me senti receosa em relação às adotantes pois ainda existe muita adoção por impulso. Por isso sempre faço entrevistas com os interessados, peço documentos, endereço e fotos, além de acompanhar os animais após a adoção", diz Graça.

CASTRAÇÃO

O Departamento do Bem-Estar Animal (Debea) oferece serviço gratuito de castração de animais. O cadastro de animais fica permanentemente aberto e pode ser realizado de maneira on-line pelo site (https://jundiai.sp.gov.br/planejamento-e-meio-ambiente/departamento-do-bem-estar-animal/coordenadora/cadastro-de-animais-para-castracao/) ou pelo aplicativo de celular APP Jundiaí, no serviço Cadastro de Animais para Castração. Podem ser inscritos fêmeas e machos de cães e gatos com idade entre três meses e oito anos e mais de um quilo.

SERVIÇO

Além do serviço de castração, o Debea abriga os pets no departamento e disponibiliza para adoção. Os animais são castrados, vacinados, vermifugados e identificados por microchip e esperam novos donos.

Os interessados podem procurar o Debea na rua Abraão Farrão, nº 8 - Chácara São Francisco, de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 16h, portando documentos de RG, CPF e comprovante de residência. O telefone para contato é (11) 4582-2649, ou também acessar o site https://jundiai.sp.gov.br/adocaodeanimais/ onde é possível verificar as fotos dos animais disponíveis para adoção.

Caso queira adotar os animais disponíveis nos lares temporários ou contribuir com doação de ração, basta entrar em contato com as cuidadoras através das redes sociais:

Adriana: @adotajundiai

Graça: @cryspatinhas


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: