Jundiaí

Em quatro noites, 336 moradores em situação de rua são abrigados

NA REGIÃO As operações são acionadas sempre que a previsão de temperatura ao longo da noite é inferior a 13°C, mas quem recusa recebe cobertores


 DANIEL TEGON POLLI
Fernando Campos foi encaminhado ao abrigo para passar a noite
Crédito: DANIEL TEGON POLLI

Por conta das baixas temperaturas, Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jarinu, Itupeva e Cabreúva retomaram as operações de abordagem e acolhimento aos moradores em situação de rua. Ao todo, foram 336 abrigados em quatro noites de operação nesta semana, sendo 286 só em Jundiaí. As operações são acionadas sempre que a previsão de temperatura ao longo da noite é inferior a 13°C.

Em Jundiaí, a Operação Noites Frias disponibiliza quatro locais de abrigo para os moradores em situação de rua. Durante o acolhimento, são oferecidas quatro refeições diárias, dormitórios e banho.

Os moradores em situação de rua são abordados e levados para o Centro Pop, na rua Marechal Deodoro da Fonseca, 504, no Centro. De lá, são encaminhados para as vagas de pernoite em um dos abrigos disponíveis.

Leonardo da Silva, de 38 anos, foi um dos acolhidos na Casa de Passagem, um dos abrigos disponíveis em Jundiaí. Ele chegou nesta tarde (20) de Brasília e, por conta do frio, decidiu passar a noite no abrigo. "Eu vim de ônibus de Brasília para cá para encontrar minha irmã que mora em São Vicente. Estava na rua e me falaram sobre a Casa de Passagem, então vim por conta própria dormir aqui por causa do frio", afirma Silva.

O morador em situação de rua, Fernando Campos, de 37 anos, também foi abrigado pela Casa de Passagem e recebe todos os serviços do local. "Eu moro na rua há mais de 25 anos e estou sozinho na cidade. Cheguei ontem à noite, depois de ser abordado e trazido para cá. Além de dormir em um lugar quente, já recebi banho, refeições e roupas novas", afirma o acolhido.

Nesta semana, a Operação já foi acionada por quatro noites consecutivas, a partir de segunda-feira (16), e contabilizou 378 abordagens, 286 acolhimentos (pernoites) e 180 cobertores entregues. Para quem recusa o acolhimento, além do atendimento técnico, as equipes nas ruas oferecem ainda cobertores para a proteção contra o frio. Somente durante a Operação, já foram entregues 380 unidades, além de toucas, luvas e água.

Além do atendimento de demandas como alimentação, higiene e pernoite, as equipes realizam também o atendimento técnico dos usuários, com o objetivo de retomada de vínculos familiares e com a sociedade, recâmbio para Município de origem - se identificado responsável pelo acolhimento no retorno-, e saída das ruas por meio da busca por emprego e retomada do protagonismo de vida.

NA REGIÃO

Em Várzea Paulista, a ação de acolhimento para pessoas em situação de rua funciona no Espaço Cidadania e já acolheu 15 pessoas desde a primeira noite de funcionamento (17). No local são oferecidos jantar e café da manhã, além de apoio psicológico e assistencial. Os animais também podem ser levados. O abrigo noturno inicialmente ficará em funcionamento até 30 de maio.

Em Campo Limpo Paulista, foram 20 abrigados até o momento. Todos os acolhidos seguem por cuidados como banho, refeições, corte de cabelo e atendimento psicológico. Os abrigados passam a noite e são liberados na manhã do dia seguinte.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: