Jundiaí

De 39 pessoas em situação de rua abordadas, três têm pendências judiciais

A Polícia Civil realizou ação em Jundiaí com apoio da Guarda Municipal de Jundiaí


Divulgação
A abordagem foi realizada no Centro com apoio de várias autoridades
Crédito: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (24), equipes da Polícia Civil de Jundiaí realizaram, com apoio da Guarda Municipal (GM) e da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (Ugads), ação na região Central e em bairros para abordagem e identificação de pessoas em situação de rua. Com foco na identificação de pessoas com pendências judiciais, os agentes de segurança abordaram 39 pessoas em situação de rua, sendo três com pendências encaminhados para a delegacia. Aos demais, os serviços municipais ofereceram atendimentos e acolhimento para o cuidado e resgate da cidadania.

Além dos 15 agentes da Polícia Civil – do 1º, 3º, 4º e 7º Distritos Policiais (DP) e da Delegacia da Defesa da Mulher (DDM), mais 20 agentes da GM também atuaram na ação. No total, foram 14 viaturas, de ambas as corporações. "Esta foi mais uma ação integrada das forças de segurança e que contou com reuniões prévias entre os órgãos envolvidos, com o planejamento traçado pelo Comando da GM para que a ação pudesse ser executada. Foi mais uma ação oportuna e positiva, que reforça a importância da ação integrada, motivando a sequência de mais operações como esta", comentou a gestora da Unidade de Gestão de Segurança Municipal (UGSM), a coronel Carla Basson.

O comandante da GM, Benedito Marcos Moreno, também ressaltou a importância da ação integrada. "Além de uma ação intersetorial com três encaminhamentos para o Centro de Triagem da Polícia Civil, fica também como saldo a preocupação da corporação e da Prefeitura com o acolhimento humanizado dos abordados, com encaminhamento para a rede socioassistencial, a fim de que sejam inseridos nos serviços que realizam o seu acompanhamento técnico."

Entre os abordados foi também oferecido encaminhamento para os serviços da rede socioassistencial, como o Centro Pop, para atendimento técnico à população em situação de rua, atualização de documentação e outras demandas.

O diretor do Departamento de Proteção Social Especial da Ugads, Luiz Guilherme Camargo, explicou a atuação da rede socioassistencial. "A Ugads prestou uma assessoria técnica às forças de segurança no sentido de orientar a condução dos trabalhos dos profissionais que realizariam as abordagens. Também disponibilizou os equipamentos e serviços da rede socioassistencial para os encaminhamentos das pessoas em situação de rua abordadas, por meio do atendimento técnico inicial no Centro Pop, acolhimento nos abrigos municipais e recâmbio para os Municípios de origem."


Notícias relevantes: