Jundiaí

Jovens estudantes já se preparam para o Enem

CARREIRA O Exame Nacional do Ensino Médio é a porta de entrada para mais de 120 universidades


 DANIEL TEGON POLLI
A jovem Giovanna Carolina D'Almeida estuda cerca de quatro horas por dia na biblioteca municipal de Jundiaí
Crédito: DANIEL TEGON POLLI

Faltando seis meses para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), jovens jundiaienses já se preparam para a tão esperada prova. O Enem será nos dias 13 e 20 de novembro e é porta de entrada para mais de 120 universidades públicas do Brasil, que usam as notas do exame para selecionar os alunos de graduação, por meio do Sistema de Seleção Unificada.

É com a nota do Enem também que os estudantes podem pleitear bolsas em faculdades privadas, por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni), ou financiamento estudantil por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), do governo federal.

A jovem Giovanna Carolina D'Almeida, de 19 anos, tem o sonho de cursar História e futuramente ministrar aulas. "Sempre acreditei que a educação tem papel fundamental de transformação na sociedade. É por esse motivo que escolhi meu curso. Quero ser professora e ter a chance de contribuir para a formação de pessoas que sejam críticas e protagonistas do futuro que desejam construir", conta a estudante.

Para conquistar seu sonho, Giovanna fará neste ano a sua terceira prova do Enem. "Espero conseguir melhorar meus resultados. O Enem é um caminho que abre oportunidade para inúmeras universidades", relata.

A estudante conta que estuda cerca de quatro horas por dia e, à noite, assiste às aulas do cursinho preparatório. "Com a ajuda de um professor, elaborei um cronograma de estudos que organiza os conteúdos que vou estudar no dia, intercalando uma matéria que tenho facilidade e outra que tenho dificuldade. Como uma forma de melhorar meu desempenho e evitar possíveis distrações, utilizo a biblioteca municipal para estudar", completa.

Com o sonho de cursar Agronomia, Laura Oliveira Souza, de 17 anos, vai fazer o Enem pela segunda vez. "Eu fiz a prova ano passado como treineira, o que foi muito bom, pois eu conheci como é a prova e, hoje, consigo me preparar melhor, principalmente com a questão do tempo", relata.

Para manter o foco, a jovem estuda todos os dias depois das aulas. "Tento levar minha rotina de estudos com qualidade e eficácia. Eu organizo minha mesa de estudos e quais matérias e tópicos pretendo estudar, além de desligar o celular, pois sei que me distraio facilmente com ele", diz Laura.

A vontade de tirar uma boa nota no Enem e entrar na universidade dos sonhos, também é o desejo da estudante Beatriz Fernanda Romano, de 17 anos, que pretende estudar Biomedicina. "Apesar de não ser uma área tão conhecida, é uma profissão que garante um mercado amplo, com várias áreas de especialização. Além de ser uma profissão que eu gosto e me identifico", conta.

"Estou me preparando todos os dias, estudo à tarde e nos finais de semana. Espero conseguir entrar na faculdade ano que vem e colher todos os frutos que plantei nesses anos de estudo, dedicação e esforço", diz Beatriz.

Seu colega de classe, Felipe Bonizolli, de 17 anos, está se preparando para cursar Arquitetura e Urbanismo e vai fazer a prova do Enem pela terceira vez. "Espero que esse ano eu consiga uma boa nota, estou me esforçando todos os dias. Meu maior desafio é não me perder, me manter sempre focado nos estudos e acreditar que eu vou conseguir chegar aonde eu quero", afirma.

ESTUDOS

O professor de Geografia em cursinhos preparatórios para o vestibular, Rafael Galeoti, conta que a pandemia foi bem traumática para o estudante. "Creio que a maior dificuldade para quem está se preparando esse ano para o vestibular vem justamente do faro de este ser o 'ano da reabertura'. Não tem sido fácil se readaptar à essa nova normalidade", relata.

Ele ainda recomenda que o jovem não estude sozinho, pois a figura de um professor ainda é superimportante para que o aluno não se perca. "No entanto, se as condições não permitirem, recomendo procurar apostilas bem avaliadas, canais da internet sérios, assistir jornais, ler bastante, todos os contrapontos possíveis de um determinado fato", indica.

O professor ainda diz que os alunos devem fazer o seu melhor, mas sempre dentro daquilo que a saúde mental permitir. "Tente manter a calma, respirar fundo e, se lembre de algo muito importante: uma prova não te define, o sonho sim. Não deu? Parabéns pela garra de tentar passar em um dos anos mais complicados da história e, tente outra vez. Não desista, uma hora vai dar".

ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil.

As inscrições para o Enem 2022 se encerraram no dia 21 de maio. No dia 13 de novembro os candidatos farão as primeiras provas de redação, ciências humanas e linguagens. Na semana seguinte, em 20 de novembro, serão aplicadas as outras duas provas que compõem a avaliação de matemática e ciências da natureza.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: