Jundiaí

Com exposições gratuitas, Solar do Barão, Pinacoteca e Biblioteca ficam abertos para visita aos finais de semana


Divulgação
Com exposições gratuitas, Solar do Barão, Pinacoteca e Biblioteca ficam abertos para visita aos finais de semana
Crédito: Divulgação

Mesmo aos fin

ais de semana, os equipamentos ligados à Unidade de Gestão de Cultura (UGC) seguem abertos para visitação, garantindo assim a programação cultural gratuita dos jundiaienses e de visitantes de outros Municípios. No Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão, na Pinacoteca Municipal Diógenes Duarte Paes e a Biblioteca Municipal Professor Nelson Foot, os visitantes podem também conferir atualmente cinco exposições com entradas gratuitas.

“Desde a reabertura dos nossos equipamentos culturais temos visto a população, bastante saudosa, revisitando esses espaços que evocam importantes memórias afetivas em suas vidas. Por isso, retomamos a abertura também aos fins de semana, para que as pessoas tenham mais oportunidades de frequentar esses locais. E em muito contribuem para isso as exposições gratuitas montadas, para que sejam um convite e uma experiência transformadora na vida dessas pessoas”, comentou o gestor da UGC, Marcelo Peroni.

No Museu, a exposição da vez é a Legados de Glória – Memórias da Dança em Jundiaí, que homenageia até o dia 26 deste mês a bailarina Glória Rocha. Inaugurada durante a programação do 24º Festival Enredança, a exposição traz um percurso conduzido pelo som de músicas clássicas de espetáculos de Balé, com objetos pessoais da artista; fotos e depoimentos de bailarinos renomados; peças e figurinos da Cia. Jovem de Dança, corpo artístico ligado à UGC; objetos e troféus de edições antigas do Festival Enredança; além de sapatilhas autografadas de bailarinos jundiaienses e famosos, como Ana Botafogo e Claudia Raia.

O operador de máquinas Jefferson Geraldi e a estudante de enfermagem Evelyn Alves aproveitaram as compras pelo Centro para conferir a exposição em homenagem a Glória Rocha. “Sempre que a gente vem ao Centro aproveita para visitar o Solar e aprender mais sobre História, pois o tema me interessa”, comentou Jefferson, que diz ter reconhecido as fotos de Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus na exposição. Já Evelyn, à espera do filho Ravi, diz ter gostado tanto da exposição que quer voltar com a filha Alice, de três anos. “Ela gosta muito de dança e faz Balé na escola. Aposto que quando vier vai querer dançar quando ouvir a música”.

As amigas Camila Hassun e Beatriz Moretti, de 17 e 15 anos, respectivamente, também conferiram e aprovaram a exposição. Camila gostou de revisitar o espaço. “Fiz um trabalho de escola sobre o Solar quando era criança e é muito bom voltar e ver esta exposição. Já mandei até uma mensagem para uma amiga bailarina, que competiu no Festival Enredança, para que venha conferir”. Já para Bruna, a exposição trouxe memórias de quando esteve no teatro que leva o nome da bailarina. “Lembro-me de ir à Sala Glória Rocha numa excursão com a escola”.

Já na Pinacoteca, os visitantes poderão conferir gratuitamente, até o dia 03 de julho, duas exposições em homenagem aos imigrantes italianos e seus descendentes, além da influência desse País europeu na cultura brasileira.

Nonni di São Paulo, de Oliviero Pluviano, que quer dizer “avós”, traz em fotos, vídeos e textos as homenagens as importantes nomes e famílias italianas de expressão em São Paulo, com uma seção especial para homenagear também os “Nonni” de Jundiaí. Já Paesani, de Emidio Luisi, também traz o registro fotográfico de colônias italianas espalhadas pelo Brasil, além de famílias jundiaienses e os objetos utilizados em seus cotidianos, como aparelhos de barbear, garrafões, louças e outros instrumentos de trabalho.

Quem visitar poderá conferir também obras do pintor italojundiaiense Inos Corradin que compõem a reserva técnica da Pinacoteca, como a série de quadros que retratam a Paixão de Cristo.

A Pinacoteca fica na rua Barão de Jundiaí, 109, Centro, e funciona de terça a domingo, das 10h às 17h. Mais informações pelo telefone 4586-2326.

E na Biblioteca, a abertura aos finais de semana ocorre aos sábados, sempre das 9h às 13h. O espaço conta com dois espaços expositivos. Um deles, a Galeria Jundiaí, hospeda até o dia 29 de junho a mostra Faça-se a Luz, com mandalas coloridas da artista plástica Luz Pearce. Já no Espaço Sônia Cintra, segue até o dia 28 a exposição Taipa e Palavra, de Isabella Ferraro, que reúne fotografias, textos breves e o patrimônio histórico imaterial e material da cidade de diversos espaços vistos de forma diferentes.

A Biblioteca fica na avenida Dr. Cavalcanti, 396, Complexo Argos, e de segunda a sexta-feira funciona das 9h às 21h.Mais informações pelo telefone 4527-2110.


Notícias relevantes: