Jundiaí

Palestra sobre Cultura AfroUrbana abre a programação do 6º ZumbiTeca

O ZumbiTeca foi criado em 2017 pelos servidores da Biblioteca com o objetivo de empoderar os cidadãos afrodescendentes de Jundiaí e fomentar a leitura e literatura, além de estabelecer a biblioteca como espaço de interação social e cultural


Divulgação
Djenane Vieira é convidada para abrir as ações do 6º ZumbiTeca, realizada pela Unidade de Cultura
Crédito: Divulgação

Com a palestra sobre o tema “Aspectos sociais e simbólicos da cultura afrourbana”, com a mestra em Música, Djenane Vieira, a Unidade de Gestão de Cultura (UGC), por meio da Biblioteca Pública Municipal Prof. Nelson Foot (BNF), abre nesta quinta-feira (28), às 19h, a sexta edição do Projeto ZumbiTeca, que neste ano terá como tema central a Cultura Afrourbana, ou o Afrourbano.

Segundo o gestor de Cultura, Marcelo Peroni, desde que a UGC assumiu a administração da Biblioteca em janeiro de 2022, entendeu que o Projeto ZumbiTeca devia ser desenvolvido durante todo ano, com ações diversas sobre a temática negra e não apenas em novembro, quando da comemoração do Dia da Consciência Negra.

O ZumbiTeca – continuou Peroni – foi criado em 2017 pelos servidores da Biblioteca com o objetivo de empoderar os cidadãos afrodescendentes de Jundiaí e fomentar a leitura e literatura, além de estabelecer a biblioteca como espaço de interação social e cultural, possibilitando oportunidades de educação complementar, lazer e convivência. “Um projeto desse porte não pode ficar restrito a um único mês, por isso nesse ano teremos a abertura em julho com a palestra, depois na Festa Literária de Jundiaí (FLIJ) e em novembro, com o tradicional Sarau e a Exposição, com artistas negros”.

Palestra
O objetivo principal da palestra segundo Djenane Vieira é abordar teoricamente e com recursos audiovisuais, imagéticos e musicais o conceito, o percurso histórico e as principais características do que convencionou-se chamar de cultura afrourbana, ou o afrourbano, tomando como base os estudos culturais e as abordagens sociológicas sobre cultura e identidade e assim, propor aos participantes um debate sobre como as manifestações da cultura afrourbana permitem uma tomada de consciência identitária.

A Mídia, a moda, a ocupação de territórios, as linguagens artísticas, as expressões linguísticas e outros aspectos culturais da contemporaneidade também serão abordados nesta palestra, onde a viagem sensorial passará principalmente pela atuação de um DJ que estará, ao vivo, como condutor de um percurso sonoro que está diretamente ligado às transformações culturais da cultura afrourbana e das manifestações negras contemporâneas.

Djenane Vieira
Mestra em Música pela Universidade Federal da Bahia, tem como foco de pesquisa a influência da cultura Hip Hop na formação da identidade cultural de jovens negros. É professora desde 1997 e em 2006 ingressou na rede municipal de Jundiaí lecionando Arte, onde atualmente atua na Educação de Jovens e Adultos, tendo desenvolvidos inúmeros projetos relacionados à lei 10.639/03 na Educação. Ganhou prêmios na área de Fotografia e Música, suas principais linguagens artísticas, mas também no campo das Artes da Cena. Ministra cursos, workshops e palestras sobre Arte e Cultura e frequentemente participa de cursos e congressos no Brasil e no exterior. Atualmente cursa o doutorado em Educação na Universidade de São Paulo (USP) sob a orientação da Profa. Dra. Anete Abramowicz, tendo como foco de pesquisa a atuação de professores polivalentes de Arte na perspectiva da lei 10.639/03, propondo uma nova metodologia chamada de “Afropoética” no ensino das Artes.


Notícias relevantes: