Jundiaí

Com a volta dos radares, multas disparam em Jundiaí

As principais infrações são excesso de velocidade e avanço de sinal vermelho; quantidade de acidentes caiu em vias com radares


 DANIEL TEGON POLLI
A avenida Luiz Latorre é uma das que contam com radares de velocidade; crescimento das multas quintuplicou em um ano, são 110.374 em 2022
Crédito: DANIEL TEGON POLLI

No período de um ano, a quantidade de multas expedidas em Jundiaí quintuplicou. No primeiro semestre de 2021 foram aplicadas 22.778 multas no município. Já no primeiro semestre deste ano foram 110.374 multas. Isso se deve à volta da operacionalização dos radares, que ocorreu em maio de 2021, além do trabalho dos agentes de trânsito. Aumento de 384,5% de um ano para outro.

As principais infrações são justamente, em ordem decrescente, transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, avançar sinal vermelho do semáforo e transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais 20% até 50%. Os dados são da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT).

SURPRESA

Motoboy, Gabriel Travalim recebeu neste ano 34 multas, oriundas de infrações ocorridas durante a pandemia, em Jundiaí e outras cidades, como a Capital. "Do começo da pandemia até agora, não estavam mandando as multas. Neste ano chegaram 34, foram 20 de uma vez, depois mais quatro e depois mais 10. Tenho vários tipos de multa, de estacionar em local indevido, velocidade, todas recebi trabalhando."

Por conta da demora para envio das multas, Travalim precisou pagar todas de uma vez. "Fiquei oito meses sem dirigir, porque minha CNH foi suspensa. Primeiro tenho que pagar para depois recorrer das multas, então paguei todas, mas algumas eu vou recorrer, principalmente de estacionamento, porque a gente para a moto para atender um cliente e em minutos já sai, não é estacionamento mesmo. Foram R$ 5,4 mil em multas de uma vez, tive que trabalhar muito para pagar."

Administradora, Fernanda Magalhães Destro recebeu duas multas no primeiro semestre deste ano. "Este ano os radares voltaram a funcionar e eu nem sabia, não tive essa informação. Recebi a primeira multa, de velocidade, no começo do ano. Foi na avenida Jundiaí com a Sebastião Mendes da Silva. Não cheguei a recorrer, nem sabia que podia. Paguei. A segunda multa que recebi neste ano foi de abril, porque fui pega falando ao telefone. Aí tudo bem, acho que estou errada."

Fernanda não percebe queda em acidentes, mesmo com radares. "O que está tendo de acidente, acho que radar não está ajudando. Moro na 9 de Julho e na esquina do Paineiras vejo acidente sempre. Estão acontecendo muitos."

INFRAÇÕES

A UGMT informa que os radares voltaram a funcionar de forma escalonada em Jundiaí e, das 29 vias com sistemas de radares, 17 tiveram a redução no número de acidentes após a implantação, o que representa 58% do total dessas vias na comparação entre os dois anos. Em relação à quantidade de acidentes entre todas as vias, a redução foi de 17,8% entre os anos de 2021 (432) e 2022 (355).

No ano de 2021, no 1º semestre, foram protocolados 447 defesas da autuação e 250 desses recursos Jari (Juntas Administrativas de Recursos de Infrações). No ano de 2022, também no 1º semestre, foram protocolados 1.214 defesas da autuação, e 778 recursos Jari.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: