Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

A cada três dias, um poste é danificado por colisão na cidade

VINICIUS SCARTON | 30/08/2018 | 05:00

Jundiaí registrou uma média de 11 colisões por mês contra postes no último semestre e com 68 ocorrências no período lidera o ranking deste tipo de acidente, conforme levantamento da CPFL Piratininga entre as 27 cidades do litoral e interior paulista, que inclui Sorocaba e Indaiatuba, e atende cerca de 1,7 milhão de clientes. Para se ter ideia, a cada três dias um poste é danificado na cidade.

De acordo com os números da companhia, Jundiaí lidera esse ranking nos últimos três anos e os números vêm aumentando a cada ano. Em 2016, foram registradas 104 colisões, média de 8,6 por mês. Já em 2017 esse número aumentou para 116, média mensal de 9,6. Na sequência vem Sorocaba, que apesar de ter uma população 50% maior que a de Jundiaí registra um número menor desse tipo de acidente. Em 2016 o município teve 101 ocorrências e em 2017, 108.

“A quantidade de ocorrências de colisão com postes é um reflexo da alta imprudência nas vias. A intenção da CPFL é alertar a população, não somente para os danos à rede elétrica, mas também à segurança dos próprios motoristas e pedestres”, ressalta o gerente de Saúde e Segurança da CPFL Energia, Marcos Victor Lopes. Além de riscos para os ocupantes dos veículos, os acidentes também afetam toda a população. Em função das ocorrências, 208,5 mil clientes ficaram sem energia por 1,348 mil horas em 2017, o equivalente a 56 dias.

Considerando as 10 cidades atendidas pela CPFL Piratininga com o maior número de colisões, apenas Indaiatuba e Vinhedo apresentaram queda no número de acidentes no comparativo entre 2016 e 2017, de 12,8% e 31,1%, respectivamente.
Vale destacar que nos casos de acidentes contra postes, o culpado é quem deve arcar com os custos dos danos causados ao patrimônio da empresa.

Segundo a CPFL, a substituição de um poste varia entre R$1,5 mil e R$ 3 mil. Essa diferença de valores depende dos equipamentos instalados tanto pela distribuidora de energia como pelas empresas que ocupam a estrutura. Por exemplo, um poste com iluminação pública simples tem menor valor do que um poste que possui um transformador de energia, ou equipamentos de televisão e telefonia.

Campanha
A CPFL Piratininga é uma das empresas que apoiam o Maio Amarelo, movimento que defende um trânsito mais seguro e promove ações para chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, a intenção é colocar em pauta a segurança viária e mobilizar toda a sociedade para discutir o tema, estimulando o cidadão a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada um, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito. Segundo o movimento, 90% dos acidentes têm como motivação falhas humanas, como imprudência, imperícia e desatenção. Ações do Maio Amarelo são desenvolvidas em todos os estados brasileiros e em outros 26 países nos cinco continentes.

Dicas
Algumas atitudes simples ajudam a tornar o trânsito mais seguro. Confira algumas dicas: mantenha o veículo com a manutenção em boas condições, verificando o estado dos pneus, dos freios, dos faróis e dos retrovisores; não dirija sob o efeito do álcool, remédios ou qualquer outra substância tóxica; quando estiver dirigindo, cuidado com o farol alto, você pode ofuscar a visão do motorista na via de sentido oposto; respeite sempre a sinalização de trânsito e os limites de velocidade das vias, em qualquer dia, local e horário; respeite os pedestres e sempre use cinto de segurança e capacete (para motociclistas);

Em caso de manobras, sinalize para os pedestres e os demais motoristas; sempre mantenha distância segura do veículo à frente; fique atento às condições da pista e do clima e, em caso de pista molhada ou de neblina, dirija com cuidado e diminua a velocidade mantendo distância dos demais veículos; em caso de acidente com poste, se houver queda de cabos, procure ficar no interior do veículo, sem tocar nas partes metálicas, até o atendimento por parte das equipes da empresa.  Outra dica importante é não usar o celular quando estiver dirigindo. Além de colocar em risco a vida dos pedestres e outros motoristas, a infração para quem é pego usando o celular na direção é considerada gravíssima.

Foto: Jornal de Jundiaí

Foto: Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/a-cada-tres-dias-um-poste-e-danificado-por-colisao-na-cidade/
Desenvolvido por CIJUN