Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Abrigo emergencial na Vila Aparecida acolhe 35 pessoas

KÁTIA APPOLINÁRIO | 08/04/2020 | 05:00

A força-tarefa para acolher moradores de rua durante a pandemia em Jundiaí tem se mostrado eficiente. O abrigo emergencial, localizado no Complexo Esportivo Jardim Ângela, estruturado pela Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), já acolheu 35 homens desde o início do período de quarentena.

Segundo a diretora do Departamento de Proteção Social Especial da UGADS, Ariane Goim Rios, o acolhimento é essencial neste momento, principalmente para àqueles em condição de vulnerabilidade. “Essas pessoas não possuem casas para se proteger, por isso estamos dando toda a assistência possível a elas”, explica.

O abrigo tem como principal objetivo oferecer serviços básicos como refeições, vestimentas, roupas de cama, itens de higiene pessoal e banhos. Também foram comprados equipamentos de proteção individual (EPI’s) como luvas, máscaras e termômetros.

Para manter a rotina dos abrigados mais leve durante a pandemia, atividades paralelas são realizadas sem que o isolamento seja quebrado. “Vamos aproveitar esse momento de abstinência para pensar em um novo projeto de vida para essas pessoas fazendo com que a crise se torne uma oportunidade”, diz a gestora.

Uma parceria foi feita com a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) com objetivo de promover o atendimento dos moradores por profissionais qualificados. A abordagem nas ruas é feita com enfermeiras da rede de saúde e outros profissionais que alertam sobre o risco do vírus.

Dentre os acolhidos, apenas três homens não quiseram permanecer e escolheram voltar para as ruas. “Fazemos nossa parte. Mantemos a TV ligada para que eles entendam a gravidade deste momento, mas não podemos obrigá-los a ficar”, reitera a diretora.

O abrigo é voltado apenas para homens. As mulheres em condições de vulnerabilidade são encaminhadas para a Casa de Passagem (SOS), localizada na rua Prudente de Moraes, no Centro de Jundiaí.

AJUDE TAMBÉM
A equipe ainda carece de alguns insumos para os acolhidos e está aceitando doações neste momento de crise. Roupas masculinas, toalhas de banho e ração para os animais de estimação são os itens com maior urgência. Os insumos podem ser entregues no Fundo Social de Solidariedade (Funss), que fica localizado no Parque da Uva.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/abrigo-emergencial-na-vila-aparecida-acolhe-35-pessoas/
Desenvolvido por CIJUN