Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Adoção tardia: chance de recomeço para animais adultos

DA REDAÇÃO | 21/05/2019 | 11:47

Na hora de adotar um animal, a preferência de quase todo adotante é por filhotes, seja pela ilusão de que serão mais fáceis de educar ou apenas por serem considerados fofos. Esse hábito resulta em abrigos e canis superlotados por animais adultos, esperando quase em vão por um lar.

É o que acontece no Departamento do Bem-Estar Animal (Debea), órgão ligado à Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente (UGPUMA) da Prefeitura de Jundiaí. Nele, 102 animais esperam pela adoção há anos, entre eles, 35 gatos e 67 cachorros que chegaram ao departamento por denúncias de maus-tratos ou abandono.

Para a diretora do Debea, Talita Odara Cervi, a vantagem de levar para casa um animal adulto é que ele já está socializado e consegue se adaptar melhor às regras da casa. Ao escolher um pet mais velho, a pessoa também estará salvando uma vida. “Cachorros adultos que estão em abrigos, muitas vezes, passaram por traumas e situações difíceis. Muitos perderam sua família, foram expulsos de casa ou resgatados de lares desestruturados”, comenta Talita.

Um recomeço para Vitória
Há dois meses, o Debea foi acionado pela Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) para atender a uma solicitação de maus-tratos registrada pelo canal 156. A cadela Glória, como foi nomeada, foi encontrada presa dentro de uma caixa fechada com parafusos em Jundiaí, e está em tratamento no departamento desde então.

Nesta segunda-feira (20), Glória teve seu final feliz. Ela foi adotada pela aposentada Maria Antonia Damazio e ganhou uma nova família. “Quando eu vi a foto daquela cachorrinha toda machucada meu coração partiu. Entrei em contato com o Debea imediatamente para começar todo o processo de adoção”, comenta.

Glória, que passará a se chamar Vitória, conseguiu o que muitos bichinhos querem: um lar carinhoso e atencioso. “Vitória vai poder brincar, comer, correr e ficar dentro de casa”, diz Maria.

Processo de adoção
Os interessados em adotar um dos animais abrigados no Debea devem entrar em contato com o órgão, pelo telefone (11) 4582-2685, ou comparecer à rua Abrahão Farrão, 8, Chácara São Francisco, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Vale lembrar que antes de ser concretizada a adoção, a equipe do departamento faz uma visita à residência do interessado para verificar as condições de segurança para os animais.

“É muito bonito ver um animal resgatado pelo Debea ganhar uma família carinhosa e dedicada. É uma sensação de dever cumprido”, diz Talita.

adoção dogs


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/adocao-tardia-chance-de-recomeco-para-animais-adultos/
Desenvolvido por CIJUN