Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Agências já recebem currículos para as vagas temporárias

SIMONE DE OLIVEIRA | 12/09/2019 | 05:00

O número de vagas temporárias para atender à demanda do Dia das Crianças, Natal e Ano Novo deve crescer 13,86% entre setembro e dezembro, em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo a Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem). A entidade aposta na abertura de 570 mil vagas, diante das 500 mil do ano passado, sendo 366 mil só no Estado de São Paulo.

Em Jundiaí não há um número exato de vagas por enquanto, mas algumas agências já estão recebendo currículos para futuras entrevistas e contratações. A expectativa é de que a partir de outubro a demanda se intensifique. É o que adianta a coordenadora de RH, Larissa Gonçalves, ao mencionar que o Dia das Crianças e o Black Friday como datas importantes que movimentam o setor logístico mesmo antes do Natal.

“Para quem está desempregado a melhor opção é ficar de olho nas vagas para logística porque o setor já se movimenta para as contratações, em especial de auxiliar de armazenagem, que exige ensino médio, agilidade e algumas noções de informática. Só para este setor a expectativa é de 200 vagas”, diz Larissa.

Para o comércio, as vagas começarão a surgir em outubro, afirma Larissa. “Estamos recebendo alguns currículos para a área, mas nada comparado à logística. O importante é que as pessoas comecem a enviar seus currículos”, orienta.

O gerente de RH de uma loja de brinquedos, Emerson Grosseli, conta que já tem recebido currículos para fortalecer o atendimento para o Dia das Crianças. E afirma: quem se destacar poderá complementar o quadro para o Natal.

“Estamos recebendo currículo para as entrevistas nos próximos dias. A ideia é que eles fiquem por 10 dias e caso se destaquem serão chamados para o final de ano. É uma estratégia para que possamos saber querem ficar realmente no comércio”, explica.

Mesmo que para uns o temporário não seja um bom negócio, Grosseli lembra que é uma oportunidade de adquirir experiência. “Já temos muitos exemplos de pessoas que se destacaram no trabalho e hoje fazem parte de nosso quadro de funcionários.”

OPORTUNIDADE
O mês de outubro, em virtude do Dia das Crianças, deve ter crescimento de 19,84%, ainda segundo a Asserttem. Em dezembro, com a chegada das festas de Natal, o aumento deve ter acréscimo de 21,82%.
Para quem já conseguiu uma oportunidade, arriscar é sempre o melhor negócio. A vendedora Raquel Fonseca Bardi, de 19 anos, diz que valeu a pena enviar seu currículo no ano passado, mesmo sem experiência. Depois do término do primeiro contrato foi chamada outras vezes e este ano foi efetivada.

“Antes eu apenas ajudava as pessoas e agora sou a vendedora e para mim é importante ter meu próprio dinheiro, mas o que vale mais é o nosso crescimento”, diz.

A gerente Corporativa de Seleção de outra agência de empregos, Renata Picolo, adianta que o comércio da cidade já se prepara para as contratações. Ela cita que uma loja de varejo da cidade planeja contratar mais de 100 pessoas nos próximos dias, porém o treinamento será fundamental. “Neste caso a equipe terá a oportunidade de desenvolver suas atividades relacionadas às campanhas de Dia das Crianças, Natal e início de 2020 com a venda de material escolar, visto que o contratado pode permanecer até 270 dias prestando serviço na empresa/cliente. Vale lembrar que todas as empresas costumam efetivar entre 2 a 20% da demanda dos temporários após o término do contrato”, comenta.

Ela adianta que a maioria das agências e das empresas, utiliza sites e ferramentas online para cadastro de currículos, por isso orienta as pessoas a acessar e cadastrar as diversa ferramentas. “A busca e os cadastros devem ser diários e não apenas enviar um e-mail, sentar e esperar um contato. Esse e-mail pode nem ter sido recebido pelo selecionador da vaga”, orienta.

Procurado, o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) informa que as contratações de temporários para vagas no comércio para o final de ano (Natal) ainda não começaram e que este movimento por parte das empresas é manifestado a partir de outubro.

A vendedora Raquel Fonseca Bardi, de 19 anos, começou como temporária e depois de muitas contratações foi efetivada e se sente orgulhosa pelo trabalho 

Larissa Gonçalves conta que a logística tem sido um grande captador de vagas

 


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/agencias-ja-recebem-curriculos-para-as-vagas-temporarias/
Desenvolvido por CIJUN