Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Alfabetização chega a 76% na rede municipal

DA REDAÇÃO | 03/11/2019 | 05:00

Das 4.188 crianças que estão matriculadas no primeiro ano das escolas municipais de Jundiaí, 76% – até agosto – já sabem ler e escrever aos 7 anos. Segundo o que preconiza o Ministério da Educação (MEC), o processo deve ser conquistado até o segundo ano do Ensino Fundamental. Os avanços observados nos últimos anos estão vinculados às ações do programa Escola Inovadora e da implementação do Currículo Jundiaiense, elaborado durante o ano com a interação de centenas de profissionais, de acordo com a Unidade de Gestão de Educação (UGE).

Pedro Luca Silva de Oliveira, 7 anos, é um dos estudantes de Jundiaí que garantiu a antecipação em um ano da aprendizagem da leitura e da escrita. “Eu aprendi tudo aqui na escola. Eu sei que existem letras que podem ter vários sons diferentes, como o nome dos meus super-heróis preferidos: Homem-Aranha e Homem de Ferro. Eles são escritos com ‘H’, que não tem som”, explica o menino.

A análise feita pelo aluno é uma das características das crianças alfabéticas, que identificam a sonoridade, as sílabas – inclusive as mais complexas -, além de estabelecer conexões entre os sons e a escrita. A colega de sala Melissa Costa Vieira, 7 anos, aponta outras vantagens na aprendizagem da leitura de da escrita. “Agora eu já leio as histórias e posso contar para os outros. Li a parlenda do ‘Menino que vivia na Rua’, que conta a história de um garoto que viveu muitos desafios até ser adotado por uma família que o amasse”, conta.

“Essa conquista é mérito de trabalho conjunto e contínuo dos profissionais, focado na excelência para oferecer qualidade de ensino na rede municipal e no preparo das crianças para os desafios do futuro. Quando estabelecemos um plano de ação para o setor educacional, ainda no início da gestão, todos os projetos foram estruturados tendo como propósito a melhoria da aprendizagem dos alunos em todas as fases do conhecimento”, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado.

As crianças são alunas da EMEB Irmã Úrsula Gherello, uma das unidades que atingiu 100% de escrita e leitura nas salas do primeiro ano do Ensino Fundamental. “A evolução identificada com a aprendizagem é reflexo de trabalho continuado, estabelecido desde a creche, passando pelo Infantil e Fundamental, desenvolvido a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) com enfoque no Currículo Jundiaiense, que vem sendo trabalhado e moldado conforme a realidade do município, com a participação de 700 educadores, dos mais variados departamentos”, explica a gestora da UGE, Vasti Ferrari Marques.

Ainda de acordo com a gestora, as crianças que aprendem ler e a escrever bem ampliam seu repertório de mundo e têm melhores horizontes para o futuro, para as profissões que ainda serão criadas para a carreira, para a profissionalização e para a formação pessoal.

Resultados
De acordo com dados da unidade, desde 2017, o crescimento tem sido constante. No primeiro ano, o balanço apontou 82,1% alunos de primeiro ano alfabéticos. Em 2018, o percentual subiu para 82,47% e a meta do encerramento de 2019 é superar o percentual do ano anterior.

Segundo a diretora do Departamento de Educação Infantil, Thais Nono, a continuidade dada ao trabalho de desenvolvimento das crianças facilita a aprendizagem. “Conseguimos construir um currículo educacional do município, que ficará disponível digitalmente, que tem como a espinha dorsal, o brincar, a interação e a garantia de inclusão. Com o desenvolvimento pleno nos períodos de expansão e concentração, as crianças chegam ao ensino fundamental estimuladas ao conhecimento, já que a apresentação ao mundo da leitura e da escrita foi iniciado anteriormente”, argumenta.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/alfabetizacao-chega-a-76-na-rede-municipal/
Desenvolvido por CIJUN