Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Alimentos começam a ficar em falta e preços disparam no Centro de Distribuição de Jundiaí

FELIPE TOREZIM | 24/05/2018 | 13:53

Por conta da greve dos caminhoneiros em todo o país, a distribuição de alimentos também começou a ser afetada em Jundiaí. Nesta quinta-feira (24) pela manhã, a reportagem do Jornal de Jundiaí esteve no Entreposto Central de Abastecimento (ECAJ-CEASA) e encontrou diversos boxes já com alguns produtos em baixa quantidade. Por isso, o preço dos alimentos disparou. No setor de legumes, por exemplo, a batata – antes vendida a R$ 160 o saco de 50 kg, custa agora R$ 260 – e a previsão é que falte o tubérculo já na sexta-feira (25). A cebola também sofreu alta e o saco de 20 kg saltou de R$ 70 para R$ 90. No ramo frigorífico, os preços subiram em média R$ 3 o quilo. Com risco de faltar nos próximos dias, as vendas aumentaram em 40%.

SIGA AO VIVO OS REFLEXOS DA GREVE EM JUNDIAÍ

LEIA TAMBÉM

POSTOS DE COMBUSTÍVEL JÁ ESTÃO SEM GASOLINA

GREVE CONTINUA

JUNDIAÍ ANUNCIA REDUÇÃO NA FROTA DE ÔNIBUS JÁ PARA QUINTA-FEIRA


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/alimentos-comecam-a-ficar-em-falta-e-precos-disparam-no-centro-de-distribuicao-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN