Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Apesar de safra menor da uva, produtor mantém preço médio

Guilherme Barros | 11/12/2019 | 05:00

Apesar da diminuição da safra em até 15% entre os produtores de uva Niagara em Jundiaí, os comerciantes não repassaram os preços para o consumidor final. Nos locais pesquisados, eles optaram por diminuir a margem de lucro ao invés de transferir para os clientes, com o objetivo de não afastar a clientela, já que o prejuízo já havia começado na lavoura.

“No ano passado cheguei a produzir até duas mil caixas de uva, mas este ano estou sofrendo para entregar 1.500”, lamenta o produtor Antônio José Bonetto, de 83 anos. Há mais de 70 ele produz a fruta e nota que, de dez anos pra cá, tem tido dificuldade para fazer render o produto. “Eu tenho uma plantação pequena, com 6 mil pés, mas quem trabalha com mais mudas tem sofrido assim como eu. Mesmo assim, a procura não tem diminuido”, continua.

À beira da rodovia João Cereser, o produtor negociava dois modelos de caixas: a com dois quilos era vendida a R$ 20; já a maior, de aproximadamente 4 quilos e meio, saía a R$ 35.

Na região do Caxambu, o casal Paulino e Maria Benize também não repassou o preço da caixa ao consumidor. A iniciativa ainda não atraiu a clientela, mas também não espantou. “O volume de clientes é o mesmo, e aumenta muito no fim de semana. Ainda não estão procurando as frutas para o Natal”, disse o comerciante de 71 anos. “Aos finais de semana chego a vender 60 caixas, mas isso intensifica na semana das festas de fim de ano” conta Maria.

Três modelos de caixas foram encontrados na barraca da dupla: a caixa menor saía a R$ 15; a média era vendida a R$20; e a maior, a R$ 35. “Eu vendo uva o ano todo e, na entressafra, compro de São Miguel Arcanjo. As desse ano estão um pouco menores”, completa Benize.

“Nas duas próximas semanas a tendência é que a demanda aumente e os preços comecem a baixar”, explica o presidente a Associação Agrícola de Jundiaí, Renê Tomasetto.

O preço da caixa com 4 quilos e meio do produtor para o comerciante tem variado conforme os sítios. “Ele tem pago em média entre R$ 25 e R$ 30”, continua. Jundiaí tem hoje aproximadamente 320 produtores de uva e 25 produtores de vinho cadastrados na Associação Agrícola.

 


Leia mais sobre | | |
Guilherme Barros
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/apesar-de-safra-menor-da-uva-produtor-mantem-preco-medio/
Desenvolvido por CIJUN