Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Após assédio de brasileiros à russa na Copa, importunação sexual pode virar crime passível de pena no Brasil; entenda

FELIPE TOREZIM | 23/06/2018 | 09:00

Cercada de expectativa, a Copa do Mundo não tem sido apenas alegria. Nesta semana, brasileiros gravaram vídeos proferindo palavras de baixo calão contra europeias, se referindo ao órgão sexual delas. Além disso, um argentino induziu uma menina de apenas 15 anos a repetir palavras com cunho sexual. Em ambos os casos as mulheres foram coagidas a repetir as palavras sem ao menos saber do que se tratava.

Segundo especialistas, isso se trata de um claro caso de importunação sexual. Na na quarta-feira (20), a proposta que torna esse tipo de comportamento um crime foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Além disso, o texto prevê que divulgação de cenas de estupro passa a ser crime e a pena para estupro coletivo será ampliada.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

CONFIRA TAMBÉM MAIS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS EDIÇÕES DA COLUNAS PELA ORDEM

A psicanalista e pesquisadora do Nepo (Núcleo de Estudos em População Elza Berquo), da Unicamp, Margareth Arilha, aprova a medida. Porém, ela diz que de nada adianta se não houver educação ao povo. “Não transformamos mentes e corações de uma hora para outra. Será necessário uma série de medidas e programas para mudar a cultura machista do povo brasileiro em diversas faixas etárias para termos umas melhora a longo prazo”, afirma.

Para ela, a atitude dos brasileiros na Rússia foi vexatória e mostra a necessidade dessas medidas. “Isso mostrou a falta de conscientização e sensibilidades dos homens que, ao oprimirem a mulher, sentiram prazer e poder”, completa Margareth.

A advogada, presidente da Comissão da Diversidade Sexual da OAB de Jundiaí e feminista, Rose Gouvêa, acredita que essa proposta pode coibir esses atos. “Piadinhas feitas daquela maneira serão enquadradas, portanto, os homens deverão pensar duas vezes antes de cometer esse crime”, avalia. “Isso vem em uma bom momento. Os casos de assédio aumentaram muito e era hora de uma medida ser tomada”, completa Rose.

T_brasileiro machistas rússia


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/apos-assedio-de-brasileiros-a-russa-na-copa-importunacao-sexual-pode-virar-crime-passivel-de-pena-no-brasil-entenda/
Desenvolvido por CIJUN