Jundiaí

Após morte em terminal, usuários de ônibus exigem mais segurança


2014-09-22_21-48-48_1
Crédito: Reprodução/Internet

Após a morte de Carlos Alberto Soares, 46 anos, atropelado por um ônibus do Situ (Sistema Integrado de Transporte Urbano), no Terminal Hortolândia, na última sexta-feira (19), passageiros do transporte coletivo de Jundiaí reclamam da insegurança ao utilizarem o ônibus.

Entre as reclamações dos usuários, aparecem o desrespeito ao limite de velocidade, atrasos no itinerário e, principalmente, o excesso de passageiros nos carros. A desorganização no acesso aos ônibus também é uma preocupação. 

Além de usuários, motoristas de outros veículos também reclamam do comportamento dos ônibus no trânsito. Na semana passada, em Várzea Paulista, o motoboy Álvaro Benedito, 34, morreu após cair da motocicleta e ter seu crânio esmagado por um ônibus. Por outro lado, sabe-se que os motoristas de ônibus são submetidos a prazos cada vez mais apertados para cumprirem itinerários.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta terça-feira (23)


Notícias relevantes: