Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

As receitas jundiaienses que fazem sucesso na madrugada

ANGELO AUGUSTO | 20/10/2019 | 05:02

Encontrar um local para comer durante a madrugada pode ser uma difícil tarefa em Jundiaí. A maioria dos estabelecimentos fecha cedo e quem volta tarde pra casa, seja saindo da balada, do trabalho, ou de qualquer outro lugar, geralmente não encontra muitas opões para matar a fome antes de dormir.

Na maioria dos casos, as pessoas optam pelas grandes redes de fast-food, que são conhecidas por ficarem abertas 24 horas por dia. Mas quem procura um pouco mais a fundo e prefere algo mais caseiro e artesanal pode ser surpreendido com pratos extremamente saborosos e que fogem da mesmice.

É o caso da famosa porção de nachos do bar Black Sheep, também conhecido como “Bar do Mineiro”, localizado na Vila Rami. A receita até hoje é um mistério, mas é feita basicamente de batata chips ondulada recheada com carne, frango ou calabresa e coberta com vários tipos de queijo, pimentão e pimenta biquinho. Inúmeros clientes do bar já disseram ter tentado imitar a receita em casa, mas ninguém nunca conseguiu reproduzir o mesmo sabor do original.

“O nachos é marca registrada do bar desde quando ele foi aberto, lá em meados de 2011. Pode-se dizer que ele é o principal motivo da existência, do sucesso e da sobrevivência do Black Sheep até hoje, mesmo nos momentos de crise”, conta Adílson Rodrigues Alves – o “Mineiro” – proprietário do local e criador da receita ultrassecreta. De terça a domingo você pode pedir nachos até altas horas da madrugada, pois o bar fica aberto enquanto houver clientes lá dentro.

Para quem não gosta de comer sozinho e procura um local para dividir uma porção com os amigos, o lugar ideal é o Sova: bar universitário no bairro Boa Vista, próximo ao centro universitário Anchieta, que serve porções de coxinha de frango com catupiry, bolinhas de queijo e iscas de frango, até a madrugada.

O Sova existe desde 1977 e suas coxinhas têm feito com que cada vez mais pessoas frequentem o local nos últimos anos. Lucas Giovanni, filho dos fundadores e proprietário, destaca que o diferencial do Sova é o tratamento aos clientes. “Desde quando foi criado pelo meu pai lá nos anos 70, o Sova vem se reinventando. Hoje em dia somos conhecidos não só por ser o primeiro bar universitário de Jundiaí, mas também pelas porções e, principalmente, pelo atendimento que prestamos”, conta.

Outro prato que já é quase um patrimônio histórico de Jundiaí, desde 1996, é o clássico crepe do Cabornas. A franquia possui três unidades na cidade e duas delas – localizadas na rua Itália e na avenida Jundiaí – ficam abertas até as 6h da manhã nos finais de semana, e até as 2h de segunda a quinta-feira. A terceira unidade, na Vila Arens, funciona em horário comercial.

Feito para aqueles que desejam uma refeição generosa, os crepes possuem vários sabores e agradam a todos os gostos. “Depois de tanto tempo funcionando nesse horário maluco a gente acaba se acostumando, inclusive com o pessoal que vem aqui de madrugada, que é muito variado. Geralmente são aqueles que acabaram de sair da balada ou algo do tipo”, conta o proprietário Walmir Barbosa da Silva.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/as-receitas-jundiaienses-que-fazem-sucesso-na-madrugada/
Desenvolvido por CIJUN