Jundiaí

Associação será responsável por preservação da “Estaçãozinha”


ESTACAOZINHA DE JUNDIAI ESTACAO FERROVIARIA INCENDIO
Crédito: Reprodução/Internet
A Associação de Preservação da Companhia Paulista (Instituto Envelhecer) foi reconhecida federalmente para coordenar a preservação e recuperação da estaçãozinha, atingida por um incêndio no ano passado. O anúncio foi feito durante reunião com o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), a Prefeitura de Jundiaí e a Câmara Municipal. Além da campanha, representada por Eusébio Pereira dos Santos, e do DNIT, pelo coordenador geral do patrimônio ferroviário, Ariston Ayres Rodrigues, o encontro teve ainda o prefeito Luiz Fernando Machado e o presidente da Câmara, Faouaz Taha, e mais o coordenador da Frente Parlamentar pela Ferrovia, Edicarlos Vieira. Segundo Eusebio, a associação ficará responsável pela conservação do prédio. “Por enquanto, como ainda não temos recursos, iremos limpar, documentar e estabilizar o prédio.” Eusebio afirma ainda que o entorno da estaçãozinha continua sendo de responsabilidade da Prefeitura de Jundiaí. A campanha “Estaçãozinha pede Socorro” vai ter que continuar ativa – tanto DNIT como Prefeitura e Câmara se comprometeram a apoiar na mediação, mas sem contar com recursos orçamentários imediatos. “É um passo importante. A maior necessidade no momento é de gestão”, afirmou Eusébio. O reconhecimento das ruínas da estaçãozinha é apenas um passo no projeto, que visa limpeza e estabilização das mesmas como ponto de partida. A cabine de manobras, no lado leste dos trilhos, e a antiga casa do chefe de estação, mais adiante, são partes do conjunto e dependem de novos levantamentos, solicitados inclusive em recente audiência organizada pelo Ministério Público Federal. A campanha lançada por 40 moradores, artistas e ex-ferroviários em outubro de 2018 envolveu centenas de pessoas ao longo de eventos compactos e emocionantes, a cada mês (e ações oficiais paralelas) que puseram a estaçãozinha na agenda cultural e política da cidade. A Prefeitura informou que já é responsável pelo entorno do local. E que a reforma da estação tem de passar pela consulta dos órgãos competentes, uma vez que o imóvel integra a lista do Inventário de Proteção do Patrimônio Artístico e Cultural de Jundiaí, em fase de estudo de tombamento. ESTACAOZINHA DE JUNDIAI ESTACAO FERROVIARIA  INCENDIO

Notícias relevantes: