Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Atividades criativas tornam isolamento social mais leve

KÁTIA APPOLINÁRIO | 26/03/2020 | 05:00

Para distrair a mente no período de quarentena vale tudo. A equipe de redação do Jornal de Jundiaí tem conversado com seus leitores e, segundo eles, o que não faltam são atividades alternativas para tornar a rotina mais leve e divertida.

De acordo com a psicóloga Hellen Precila da Silva, de 31 anos, durante a quarentena é preciso fazer uma higienização mental. “Faça atividades que permitam a conexão com si mesmo. Mudar de rotina, praticar exercícios físicos e arte terapia auxiliam na desaceleração do pensamento e no controle da ansiedade”, explica.

A terapeuta Ana Laura Ribeiro, de 28 anos, durante o isolamento tem colocado em prática uma técnica chinesa chamada Lian Gong. “São exercícios terapêuticos que podem ser praticados em qualquer lugar. Ajudam a aliviar o estresse, dores e até mesmo a melhorar o humor”, afirma.

A administradora de empresas, Natália Monte Carmelo, de 33 anos, conta que está lidando bem com a rotina. “No começo achei que ficaria ansiosa porque sou muito ativa em várias atividades, entretanto estou me saindo muito bem nessa nova fase. Entendo que é para um bem maior. Acordo, tomo meu café da manhã, medito, faço minhas orações e ligo o computador para trabalhar. Sou grata por ter essa possibilidade”, ressalta. 

O tradutor e intérprete Guilherme Oia, de 24 anos, por sua vez, tem dedicado seu tempo ao estudo. “Estou estudando língua de sinais americana, com ajuda de uma amiga. Recomendo tirar este tempo também para praticar o autoconhecimento”, pontua o jovem.

A advogada e criadora de conteúdo, Érika Moraes Watanabe, de 34 anos, que está em isolamento social há nove dias tem apostado em exercícios físicos. “Quem me conhece sabe o quão difícil é me manter em uma academia, mas encontrei um canal no YouTube que de fato estou apaixonada e me ajuda muito a passar o tempo sem ficar entediada”, conta.

Ela conta ainda que além de se divertir, ela entretém seus seguidores nas redes sociais. “Não posso esquecer que tenho feito muitos bolos e aproveito para ensinar no Instagram e fico muito feliz quando recebo feedback de seguidoras que também tem se “arriscado” na cozinha”, ressalta.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/atividades-criativas-tornam-isolamento-social-mais-leve/
Desenvolvido por CIJUN