Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Avenida dos Imigrantes vira novo polo comercial de Jundiaí

Simone de Oliveira | 26/07/2019 | 05:00

Conhecida como importante ligação entre a região central de Jundiaí e bairros como Colônia, Cidade Nova, Jardins Pacaembu e Tamoio, a avenida dos Imigrantes Italianos, ou simplesmente avenida dos Imigrantes, tem chamado a atenção de motoristas e pedestres que cruzam a via, pela diversidade de pontos comerciais.

Com postos de gasolina, bares, lojas de material de construção, supermercados, pizzaria e até farmácias, a avenida já é considerada um importante polo de compras da Região Leste de Jundiaí. São dezenas de estabelecimentos espalhados pelos dois lados do trecho.

Quem mora ou tem comércio no local diz que o movimento na avenida tem aumentado consideravelmente e os negócios agradecem. Filho de comerciante do segmento de material de construção, Márcio Antônio Bagne Júnior, 39 anos, conta que o estabelecimento foi inaugurado em 2003, época em que poucas pessoas acreditavam no potencial do local, entre elas, seu pai.

“Nós tínhamos uma loja em outro bairro, mas meu pai resolveu comprar um terreno aqui e deu muito certo. Começamos a investir no local e hoje temos a certeza de que a compra foi acertada”, diz Márcio.

Ele comenta que o público que frequenta a loja é, em sua maioria, da região. Porém, muita gente que passa pela avenida aproveita para prestigiar o comércio local. “Como é uma via de acesso importante temos sempre novos clientes chegando”, comenta Márcio, morador da Colônia.

Há três anos, Natália Brenneiser Diez, 23 anos, também da Colônia, resolveu abrir um salão de beleza em um bulevar na avenida. Ela conta que o movimento intenso de pessoas e de carros foi um dos motivos da escolha da instalação.

“Aqui tem estacionamento próprio e as pessoas param com mais tranquilidade sem se preocuparem com multas. Consigo agregar clientes da região, mas o boca a boca é importante”, avalia a cabeleireira.

Quando soube que um ponto comercial estava sendo vendido no local, a comerciante Patrícia Chamba, 40 anos, não pensou duas vezes: ela e a sócia fizeram negócio. “Eu vendia roupa no meu bairro e sempre quis ter uma loja e aqui. Com esta avenida movimentada foi a melhor coisa que nos aconteceu.”

EM EXPANSÃO
De acordo com dados da Unidade de Gestão de Governo e Finanças de Jundiaí, os segmentos instalados na avenida dos Imigrantes vão de material de construção (1), açougue (1), farmácia (1), postos de combustíveis (3), pizzaria (1), lojas de conveniência (2), supermercados (2), lanchonetes (6), além de outros pontos.

Trabalhando em uma loja de autopeças, Erickson Souza de Jesus, 24 anos, diz que o movimento aumentou 80% no balcão. Segundo ele, mais pessoas vão direto à loja, o que era raro no antigo ponto, devido a falta de estacionamento para os clientes. “Aqui é mais fácil para estacionar e por isso a facilidade de as pessoas frequentarem a loja. A avenida é realmente importante para os comerciantes”, avalia.

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL) e do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio), Edison Maltoni, diz que a avenida é um importante corredor comercial em expansão. “A via tem se destacado pela diversificação de segmentos, uma das marcas do comércio de Jundiaí”, comenta o presidente.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/avenida-dos-imigrantes-vira-novo-polo-comercial-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN