Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bacalhau perde espaço para sardinha e merluza

COLABORAÇÃO DE FELIPE CARDOSO | 17/04/2019 | 05:03

A tradição de não comer carne vermelha durante a Semana Santa aumentou a procura por peixes no comércio de Jundiaí.
Segundo Josileni dos Santos, gerente de uma peixaria localizada na rua Prudente de Moraes, nos últimos 15 dias as vendas aumentaram 80%. “O aumento da procura começou semana passada e o movimento na loja está maior a cada dia”, afirma. De acordo com Josileni, a preferência dos clientes na hora de escolher os peixes tem sido pelo melhor preço. “A sardinha está saindo por R$ 15,90 o quilo e é o peixe mais vendido até o momento, seguido da merluza, cação e corvina”, explica.
Prato tradicional nas refeições em época de Páscoa, o bacalhau perdeu espaço na mesa do consumidor e a gerente da peixaria tem dicas para quem pretende economizar e substituir o peixe. “O substituto mais recomendado do bacalhau é a merluza, pois tem um gostinho mais salgadinho”, diz.
Os preços variam bastante e o consumidor tem diversas opções para escolher o que melhor se encaixa no bolso. “Além da sardinha que está com aquele preço bom, o quilo da merluza está R$29,90, o do cação R$28,90. O robalo está saindo por R$ 69,90, mas também é uma ótima opção”, destaca a gerente.
Em um comparativo em relação ao ano passado, Josileni diz que as vendas de 2019 deve ser maior. “O volume de vendas está igual ao ano passado e como a procura deve aumentar até o fim da semana, quem não comprou ainda deve ficar atento a isso”, ressalta.
O comerciante e lutador de jiu-jitsu, Rafael Spina, conta que nesta data tem o costume de receber visitas, preparar o almoço junto com a família e que ainda está pesquisando os melhores preços antes de realizar a compra dos peixes. “Estou procurando peixes frescos, vendo onde posso encontrar uma boa qualidade e ainda conseguir economizar um pouquinho. A merluza e a sardinha são as minhas preferências por enquanto, mas vou deixar pra comprar mais perto do fim de semana”, afirma.

PESCA ECONÔMICA
Criado em 1994, o Programa Pesca Econômica tem atendido atualmente 20 bairros de Jundiaí com a venda de pescados. Sardinha, pescada, cação fresco são os mais consumidos e neste período que antecede a Páscoa não será diferente.
Leandro Bernardo, dono de quatro barracas de venda de peixes, localizadas nos bairros Eloy Chaves, Vila Maringá, Retiro e Jundiaí Mirim, conta que até o momento a tilápia limpa está custando R$18 o quilo e tem sido o peixe mais procurado pelos consumidores.
Segundo o proprietário das barracas, o movimento deve aumentar consideravelmente a partir desta quarta-feira (17). “O pessoal deixa pra comprar mais perto da sexta-feira mas estou com bom movimento em todas as barracas. Quando uma não vai tão bem a outra compensa”, comenta.
Em caso de substituição de bacalhau por algum peixe fresco, Leandro também tem uma dica. “O linguado está fantástico. É uma carne nobre que está saindo por R$ 39,00 o quilo e além de não ter espinha, na minha opinião ainda é melhor que o bacalhau”, sugere.

VENDAS DE PEIXES NA SEMANA SANTA PEIXE RAFAEL SPINA


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/bacalhau-perde-espaco-para-sardinha-e-merluza/
Desenvolvido por CIJUN