Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bacia do Rio Jundiaí-Mirim recebe 14 mil mudas no Dia Mundial da Água

DA REDAÇÃO | 22/03/2018 | 06:00

Para celebrar o Dia Mundial da Água, a Prefeitura de Jundiaí, por meio do Programa Nascentes Jundiaí, realiza hoje palestra sobre o Código Florestal, no salão da igreja da Roseira. O programa já recuperou nove hectares de áreas da bacia do Rio Jundiaí Mirim com 14 mil mudas de plantas nativas da Mata Atlântica. O objetivo do Programa Nascentes Jundiaí é preservar e proteger as nascentes, recuperar paisagem, a fauna e a flora e, ainda, contribuir para evitar deslizamentos, assoreamento dos rios e erosões. O evento é aberto para a população, a partir das 14h30, na avenida João Batista Spiandorello, 2130, Roseira. A palestra “Código Florestal para todos” será ministrada pelo engenheiro agrônomo da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Felipe Rosafa Gavioli. “Ainda existem dúvidas com relação ao tamanho das áreas que devem ser preservadas nas propriedades rurais. O Programa Nascentes Jundiaí disponibiliza a área a ser recuperada à instituição que precisa realizar a compensação ambiental”, detalha o engenheiro agrônomo Sérgio Pompermaier, da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT).

Realizado em parceria com empresas, poder público e proprietários rurais, o Programa Nascentes Jundiaí tem por objetivo reflorestar as Áreas de Preservação Permanente – APP, que protegem os rios, córregos e nascentes em propriedades rurais da bacia do rio Jundiaí Mirim, responsável pelo abastecimento da cidade. “No ano passado foram plantadas 14 mil mudas em 12 propriedades na região do Caxambu. Neste ano serão mais nove hectares, em nove propriedades. Esse levantamento foi realizado em toda a bacia, e deve se estender também para outros rios, como o Capivari”, detalha o engenheiro agrônomo. De acordo com o gestor da Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA), Sinésio Scarabello, todo o mapeamento cartográfico da bacia foi realizado pela unidade. “Neste primeiro momento o foco está na bacia do Jundiaí Mirim, mas todas as nascentes devem ser contempladas com o programa, para a recuperação e preservação do meio ambiente”, analisa.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/bacia-do-rio-jundiai-mirim-recebe-14-mil-mudas-no-dia-mundial-da-agua/
Desenvolvido por CIJUN