Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bairros campeões da covid-19 são flagrantes de desrespeito

MÁRCIA MAZZEI | 04/06/2020 | 05:00

Os bairros Jardim do Lago (89 casos), Anhangabaú (71 casos), Vila Maringá (62 casos) e Jardim Alvorada (61 casos) lideram o ranking dos bairros mais atingidos pelo novo coronavírus (covid-19), segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Jundiaí.

Sem apontar motivos do novo coronavírus atingir determinadas regiões, o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) diz manter ações de orientação e prevenção nestas regiões de mais casos da covid-19, segundo mapeamento de evolução da doença.

Mesmo com a circulação de carro de som alertando para o uso de máscaras e a necessidade da manutenção do isolamento e do distanciamento social, pelas ruas do Jardim Alvorada, por exemplo, o flagrante é de crianças andando de bicicletas e sem a proteção da máscara.

Moradora do bairro e proprietária de um brechó, Rosiclaire Linardi, se preocupa com a incidência de casos do vírus. “Tenho uma mãe de 78 anos que eu não deixo nem sair no portão de casa porque tenho medo de aglomeração que acontece por aqui”, revela.

A mesma queixa foi apontada pela moradora, Mariane de Souza, que se diz surpresa com alta incidência da covid-19 no bairro. “As pessoas não ficam em casa e quando ficam fazem festas e confraternização, por isso está todo mundo doente aqui”, reclama.

Do outro lado da cidade, mas também liderando as estatísticas dos bairros mais atingidos pelo novo coronavírus, o Jardim do Lago tem no descumprimento das regras da quarentena, a explicação para esta triste estatística. É o que acredita o conferente Roberto Batista. “O problema desta região é que muitos bares estão funcionando na clandestinidade. Cada um precisa fazer a sua parte. Minha mãe tem 75 anos e, desde o início da quarentena, não a visito”.

Já a gestora de Recursos Humanos, Érica Oliveira, desconfia dos números. “Como a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim do Lago foi transformada em Unidade Sentinela, nem todos os casos registrados são daqui do bairro”, questiona.

Em nota, a Guarda Municipal, que já vinha realizando o trabalho de fiscalização em situações de denúncia de aglomerações, reforça as iniciativas de orientação à população quanto às medidas de proteção e combate ao avanço da pandemia.

OUTRAS MEDIDAS
Segundo o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), as Unidades Sentinelas do Jardim do Lago e Vila Rami têm facilitado o acesso da população dessas regiões com sintomas gripais leves, bem como para a realização dos testes rápidos, já que todos os que são notificados com síndrome gripal e atendidos nos equipamentos de saúde têm a agenda de exame realizada na sequência.

Além disso, ao todo, 3,5 mil máscaras foram destinadas para ações de entrega entre Vila Esperança (região Jardim do Lago), Vila Alvorada e Vila Maringá, áreas indicadas com maior ocorrência no momento.

O CEC lembra que somente com a incorporação das medidas sanitárias ao cotidiano é que será possível controlar o avanço da doença. A rigidez nas medidas sanitárias se tornam indispensável para evitar o aumento de casos da doença, condição que determina ou não o avanço nas fases de abertura determinadas pelo Governo do Estado.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/bairros-campeoes-da-covid-19-sao-flagrantes-de-desrespeito/
Desenvolvido por CIJUN