Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Jundiaí, 10 mil residências estão sem energia

Simone de Oliveira | 26/02/2019 | 09:16

As chuvas que se iniciaram no final da tarde de ontem e se estenderam no início desta manhã já trouxeram prejuízos para a população. O primeiro deles é a falta de energia em dezenas de bairros da cidade, segundo informações dos próprios moradores que entraram em contato com a redação do JJ.

Além da falta de energia, os moradores, em especial da região do Caxambu, sofrem com a falta de água. Neste caso o problema foi ocasionado devida a queda de energia na casa de bombas do Jardim Tamoio prejudicando vários bairros do entorno. Segundo as primeiras informações da empresa CPFL Piratininga, o problema será solucionado ainda pela manhã.

Quem transita pela cidade deve ficar atento a falta de funcionamento de semáforos em algumas ruas e avenidas. Moradores inclusive estão tendo problemas em abrir ou fechar os portões elétricos que pararam de funcionar por conta da falta de energia.

Em nota, a DAE Jundiaí informa que uma queda de energia afetou o abastecimento na região do Tamoio e que a empresa está em contato com a CPFL Piratininga para sanar o problema o quanto antes. Adianta apenas que a previsão é de que a energia retorne por volta de 10 horas de hoje (27).

Segundo as equipes da DAE Jundiaí, os bairros afetados são Araucária, Caxambu, Cidade Nova, Condomínio Pessoto, Condomínio dos Manacás, Ivoturucaia, Jardim Caçula, Jardim Carpas, Jardim do Lírio, Jardim Itália, Jardim Pacaembu, Jardim Roma, Jardim Rosaura, Jardim Santa Rita de Cássia, Jardim Tamoio, Jardim Vera Cruz, Loteamento Santa Isabel, Marajoara, Quartier Residencial, Recanto da Prata, Residencial Vista Verde, Terras de Santa Cruz, Vale Azul, Vila Aparecida, Vila Nambi, Vila Ruy Barbosa, Vila Santana I e II.

A CPFL Piratininga informa que, neste momento, cerca de 10 mil clientes estão com o fornecimento de energia interrompido, em Jundiaí. A previsão é que ao longo do dia o serviço seja normalizado.

De acordo com boletim da Defesa Civil, entre a noite de segunda-feira (25) e a madrugada desta terça-feira (26), uma chuva generalizada e persistente atingiu a cidade resultando em um volume de 72 mm nas últimas 24 horas. Este volume já superou em 45% a média histórica dos últimos sete anos. No mês de fevereiro, até a manhã de hoje, já choveu um volume de 362 mm. O município permanece em estado de Observação.

Foram registradas entre ontem e hoje a queda de 23 árvores e uma ocorrência de colisão de um caminhão na parte frontal de uma residência. Não houve necessidade de interdição e nem feridos no acidente. Equipes da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), Corpo de Bombeiros e Defesa Civil realizaram as remoções e vistorias no local, com o apoio de Agentes de Trânsito para sinalização. Os trabalhos dos órgãos continuam na manhã desta terça-feira com o atendimento de novas vistorias.

Brasília - O consumo de energia elétrica no país fechou os primeiros três meses do ano com queda acumulada de 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado (Marcelo Camargo/Agência Brasil)


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/bairros-de-jundiai-estao-sem-agua-e-luz-depois-do-temporal/
Desenvolvido por CIJUN