Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Banco de Alimentos: famílias aprendem sobre aproveitamento

DA REDAÇÃO | 19/10/2018 | 20:21

Como parte do trabalho de implantação do Banco de Alimentos em Jundiaí – que teve a legislação aprovada pela Câmara de Jundiaí, na noite de terça-feira (16) e segue para a implementação -, as famílias assistidas pelo Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do Jardim São Camilo participaram de visita ao Entreposto Central de Abastecimento de Jundiaí (ECAJ), na manhã de sexta-feira (19). A conscientização sobre a alimentação saudável e a forma de melhor aproveitar os alimentos é aplicada desde o início do ano, em oficinas no território, desenvolvidas em parceria entre as Unidades de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) e Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS).

Rosemeire Souza Costa, 29 anos, mora no Jardim São Camilo em uma casa com sete pessoas, sendo quatro crianças. Com todos os adultos desempregados, vivem com o valor recebido das pensões das crianças e do incremento do Bolsa Família. “Receber essa cesta de verduras será muito importante para nós. As compras são feitas por unidade no mercado, então não sei nem contar quanto que gasto”, conta a mulher que aprendeu a fazer um caldo temperado para realçar o sabor dos pratos com cascas de cebola e alho em uma das oficinas que participou.

Ela junto com outras mulheres que participaram das oficinas do Cras São Camilo participaram da visita ao entreposto. “A visita ao ECAJ faz parte do processo de capacitação dessa população de alta vulnerabilidade. O entreposto é mais uma opção de acesso aos alimentos frescos e a um preço mais baixo que em outros comércios”, comenta Rosana Maria Merighi, educadora social da UGADS e responsável pela segurança alimentar e responsável pela realização de oficinas de alimentos saudáveis naquele bairro, realizadas ao longo do ano.

De acordo com dados da UGADS, Jundiaí registra perda, somente entre os atacadistas, de 18 toneladas de alimentos perecíveis por semana. Com a criação do Banco de Alimentos será possível receber, higienizar e acondicionar em embalagem a vácuo – para maior durabilidade – 500 quilos de alimentos por semana, suficiente para atender 50 famílias assistidas. Para receber a cesta é necessário passar por oficinas, que no primeiro momento foram realizadas no Jardim São Camilo e serão ampliadas para outros Cras.

Foto: PMJ

Foto: PMJ


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/banco-de-alimentos-familias-aprendem-sobre-aproveitamento/
Desenvolvido por CIJUN