Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bom Prato fecha as portas em Jundiaí por tempo indeterminado

THIAGO AVALLONE | 03/08/2019 | 05:00

O Bom Prato encerrou ontem as atividades em Jundiaí por tempo indeterminado. A medida atende a solicitação da Secretaria de Desenvolvimento Social de São Paulo que cancelou termo de colaboração com o Indesc, alegando falhas operacionais e de prestação de contas. Uma nova organização social deve assumir o serviço em breve, assim que o prédio for desocupado pela atual gestão.

Quem sofre com o impasse são as 1,5 mil pessoas que almoçam diariamente no restaurante popular conhecido por oferecer refeições por apenas R$ 1.

Em nota, a Secretaria Estadual esclarece que cancelou o termo de colaboração com o Indesc alegando que a medida foi tomada após o setor de fiscalização e monitoramento do programa identificar falhas operacionais e de prestação de contas, que não foram sanadas mesmo tendo sido apontadas à entidade há quatro meses.

Em contraponto, o instituto gerido por Luiz Gonzaga diz que atendeu a todas as manifestações e as diligências formais encaminhadas por parte das equipes de gestão e de monitoramento e que todas as medidas para aperfeiçoamento da gestão da Política foram imediatamente adotadas. “A secretaria esta faltando com a verdade, não nos colocaram prazo algum e quando nos foi pedido para realizar alguma mudança, cumprimos com o que nos pediram”, explica Luiz.

A secretaria ainda deixa claro que já selecionou a nova organização social que irá gerir o restaurante e espera apenas que o Indesc desocupe o prédio localizado na rua Vigário JJ Rodrigues, no centro da cidade.
Responsável ininterruptamente por 12 anos do estabelecimento, o presidente do Indesc afirma que não pretende desocupar o local já que seu instituto tem contrato em vigência com locatário e de acordo com o mesmo, a secretaria teria que provar que ele não cumpriu com seus deveres. “Tenho contrato em vigência, se pagar a multa tiro as minhas coisas lá de dentro”, declara o presidente.

O Indesc esclarece a situação sobre o aluguel do imóvel e alega ter direito de permanecer no local: “o imóvel onde são realizadas as atividades da Política do Bom Prato é alugado pelo instituto e que, apesar da vinculação ao plano de trabalho da parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, esta não integra a relação contratual de locação. Portanto, como o contrato de locação ainda está vigente, só poderá haver rescisão contratual por vontade das partes envolvidas e não pela Secretaria de Desenvolvimento Social.”

De acordo com Luiz, suas coisas permanecerão dentro do imóvel. Ele disse que as comidas estão dentro da câmara fria e ficarão lá até que o embrolho com a secretaria se resolva.

BOM PRATO


Leia mais sobre
THIAGO AVALLONE
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/bom-prato-fecha-as-portas-em-jundiai-por-tempo-indeterminado/
Desenvolvido por CIJUN