Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Busca por atendimento amplia ações de combate

DA REDAÇÃO | 06/01/2020 | 20:01

Calor, feriados e viagens para outras cidades ou até estados. Ingredientes que podem resultar em casos de arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela importados. Para evitar a disseminação das doenças, a busca pelo serviço de saúde mais próximo para o atendimento e notificação do caso suspeito deve ser feita imediatamente após a ocorrência dos primeiros sintomas, que podem ser febre, dor nas articulações, manchas vermelhas pelo corpo e até dificuldades respiratórias.

O período de feriado de final de ano é marcado pelo deslocamento das pessoas, seja em viagens ou recepção de parentes de outras localidades na residência. “No final de 2018, uma pessoa de outra cidade que chegou doente a Jundiaí, sem saber, desencadeou a transmissão por aqui. Por isso, as pessoas precisam estar atentas aos sintomas e buscar um atendimento médico para que sejam feitas a avaliação e a notificação.

Somente desta forma é possível identificar os riscos e buscar novos casos sintomáticos, sempre mantendo a orientação para que a população faça a eliminação do criadouros”, detalha a biomédica da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), Ana Lúcia de Castro.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs, Clínica da Família, Prontos Atendimentos (PAs), Prontos-Socorros e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) são os equipamentos que devem ser buscados pela população para o atendimento.

Na ocorrência de: febre alta; cansaço intenso; dor atrás dos olhos e vermelhidão; náuseas, vômitos e tontura; dor de cabeça; calafrios; manchas vermelhas na pele e coceira no corpo e dores musculares e nas articulações, as pessoas precisam buscar o serviço de saúde imediatamente. “É importante lembrar que durante o ano inteiro é feito trabalho de conscientização para que as pessoas eliminem os criadouros dos mosquitos Aedes aegypti, que são os transmissores dessas doenças”, explica a enfermeira e gerente da UBS Vila Rami, Ruth Rocha.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/busca-por-atendimento-amplia-acoes-de-combate/
Desenvolvido por CIJUN