Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Busca por produtos agrícolas cresce 50%

KÁTIA APPOLINÁRIO | 08/07/2020 | 05:00

As hortas da região nunca foram tão procuradas pelo consumidor final como nos últimos meses. Segundo os próprios produtores, nos últimos dois meses as vendas locais tiveram aumento entre 30% e 50%, podendo variar de acordo com o produto cultivado.

Para eles, o cenário é bem diferente se comparado com a realidade do final de março, início da quarentena em Jundiaí. Na ocasião, muitos produtores tiveram prejuízos descomunais, chegando inclusive a perderem suas frutas e hortaliças por não terem demanda compatível à oferta. Agora, focando na produção de alface e tomate, Rafael Michelin, de 34 anos, preferiu o delivery para crescer e diz se adaptar. “O que nos tirou da crise foi a adesão ao sistema delivery. No começo da pandemia passamos por poucas e boas, mas começamos a divulgar via WhatsApp para nossos amigos e familiares e assim conseguimos criar uma boa rede de clientes”, afirma, valendo-se de que, em maio ele fazia em média 30 entregas por semana e desde junho esse número subiu para 80 pedidos semanais.

Michelin atende Jundiaí, Itupeva e Louveira e acredita que o principal atrativo é a qualidade do produto. “Faz toda a diferença você comprar um produto fresquinho, colhido no mesmo dia. Quando se compra no mercado, é bem diferente porque uma vez que a hortaliça é mantida em câmara fria por dias, acaba passando pela mão de várias pessoas”, alega.

Mariana da Silva Paiva, de 35 anos, auxilia o pai Luiz Miguel da Silva, 60 anos, conhecido como Tupã, em sua horta na Colônia. Ela diz que a procura realmente está melhor do que o esperado. “Acredito que por trabalharmos em um local aberto, com alta rotatividade, conquistamos o cliente não só pela qualidade, mas também pela segurança”, diz ao lembrar que seus clientes têm feito suas reservas por telefone e só se dirigem ao local para a retirada.

Os agricultores acreditam que a mudança nos hábitos do consumidor durante o isolamento ajuda a impulsionar as vendas dos agricultores. É o que conta a produtora Maria Teresa Staeheli, de 52 anos, que cultiva hortaliças, legumes, frutas e ervas orgânicas desde 2015. “Tenho notado que muitos clientes têm procurado por produtos que auxiliam na imunidade, como curcuma ou mesmo babosa, além, é claro, de verduras para fazer receitas naturais e sucos detox”, compartilha.

BONS FRUTOS
De acordo com o gestor da Unidade Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez, essa reviravolta se deve ao movimento natural da crise que nasceu em decorrência da pandemia. “O que prejudicou os agricultores no final de março foi a crise que atingiu o Ceasa com fechamento dos grandes restaurantes e hotéis, uma vez que a unidade acabava abastecendo esses estabelecimentos. O que vivemos agora é uma facilidade que o consumidor final encontrou nos produtores locais”, explica.

Além disso, Alvarez alega que grandes produtores normalmente focam em cultivar um único produto, o que nem sempre atrai o consumidor final. “Quanto maior a diversidade, maior a chance do consumidor escolher esse produtor. Para ele é mais viável e confortável comprar tudo de uma só pessoa”, diz.

Ele ressalta ainda a importância de inserir os produtores locais no ambiente digital. “Precisamos capacitá-los para fazer uso dessas ferramentas para que possam ser encontrados com maior facilidade pelo público”, pontua.

A aposta no digital deu certo para a empresária e produtora Hannah Traldi, de 45 anos.

Ela possui uma propriedade rural há mais de 15 anos no bairro Santa Clara. “Criamos um canal digital para nos comunicarmos com os clientes e facilitar os pedidos. Assim, semanalmente, marcamos um horário vamos até os clientes de Kombi entregar nossas hortaliças”, compartilha.

Ela acredita que consumir do produtor local é imprescindível, principalmente em tempos tão difíceis. “Isso nos faz olhar ao nosso redor, ver aquele vizinho que produz e a valorizar o trabalho dele. Isso nos fortalece e nos ajuda a crescer ainda mais.”

No site da Prefeitura de Jundiaí foi disponibilizada uma página voltada exclusivamente às atividades agrônomas na cidade. No canal é possível conferir uma relação dos produtores locais, bem como os produtos que oferecem. Para saber mais basta acessar: https://abastecimento.jundiai.sp.gov.br/produtor-rural/.

Mariana da Silva Paiva comemora a ‘boa safra’ dos pedidos durante a crise

 

Hanah Traldi entrega semanalmente produtos agrícolas a seus clientes ao lado do responsável pela horta, Manuel Inácio Pereira

 

Eduardo Alvarez ressalta a importância de consumir do produtor local


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/busca-por-produtos-agricolas-cresce-50/
Desenvolvido por CIJUN