Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cães se desesperam com fogos, têm reações inesperadas e se machucam

Das Agências . redacao@jj.com.br | 30/12/2017 | 11:40

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Passado o Natal, relatos em redes sociais são o termômetro da preocupação com os fogos no Ano Novo. Tutores contam casos de animais apavorados, que se machucaram, tentaram pular janelas com grades, fugiram e até aqueles que não resistiram e, em pânico, morreram.
Como a audição dos cães é muito mais sensível que a dos humanos, eles sofrem com barulhos extremos. Coração acelerado, salivação excessiva e tremores são indicativos de que algo não está bem.
Para evitar o sofrimento dos animais especialistas dão algumas dicas. Vale tentar colocar algodão no ouvido, pegar no colo ou deixar o animal em um cômodo da casa onde o som seja mais abafado.
Segundo especialistas, também é opção distraí-lo com brincadeiras ou com petiscos e, assim, fazer associações positivas.
Se o pet preferir, pode ficar abrigado em algum cantinho da casa, desde que ele se sinta o mais confortável possível.
O importante é manter portas e janelas fechadas -para impedir que ele fuja ou pule- e deixar o ambiente livre de objetos que possam cair ou causar ferimentos, caso o cão, assustado com o barulho, esbarre. Animais presos a correntes também podem sofrer graves ferimentos em um momento de pânico.
Mesmo com todo cuidado em casa, mantenha uma plaquinha de identificação na coleira, caso o bichinho escape.  (Folhapress)[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/caes-se-desesperam-com-fogos-tem-reacoes-inesperadas-e-se-machucam/
Desenvolvido por CIJUN