Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Câmara de Jundiaí diploma o Parlamento Jovem de 2019

Angelo Augusto Santi | 20/11/2019 | 05:00

Durante a sessão ordinária que aconteceu ontem (19) na Câmara de Jundiaí, foi realizada a diplomação dos jovens vereadores: grupo formado por adolescentes entre 12 e 17 anos que passou o ano de 2019 realizando atividades que simulam as tarefas realizadas por um vereador. Receberam o diploma do Parlamento Jovem 19 jovens vereadores titulares e 2 suplentes, vindos tanto de escolas estaduais quanto particulares.

O Parlamento Jovem é um programa educativo que tem como objetivo aproximar os jovens da política e despertar neles o interesse pela participação no processo democrático, além de estimular a cidadania e o pensamento crítico. Eles são eleitos através de voto popular e podem realizar atividades como elaborar indicações, moções e projetos de lei que são votados de forma simulada por eles próprios.
Os projetos criados são apresentados na Câmara e podem até ser abraçados por um vereador que se interesse. A cada dois meses os jovens vereadores realizarão uma sessão na Câmara para apresentação e discussão dos seus projetos e indicações.

A estudante Dara Liberato, de 17 anos, foi reeleita – com 412 votos – para seu segundo “mandato” como jovem vereadora, e conta que aceitou o desafio para realmente fazer algo relevante para Jundiaí. “O principal objetivo é fazer a diferença. Propor projetos que ajudem as pessoas, como no caso da campanha do Setembro Amarelo – que participamos – para a prevenção do suicídio, em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV). Isso nos dá a sensação de realmente melhorar de alguma forma a vida de quem precisa e esse é o nosso objetivo”, finaliza.

Lucas Lusvarghi, que é membro da Comissão Organizadora da Parlamento Jovem, explica como é feita a seleção e o trabalho com os jovens diplomados. “A primeira etapa do projeto é a realização de palestras nas escolas, explicando alguns conceitos de governo, Estado, a divisão entre os três poderes, Constituição Federal, democracia etc. Depois disso, os jovens são indicados pelas escolas e os que forem eleitos passam por um período de capacitação, com aulas sobre o Regimento interno da Câmara de Jundiaí e sobre o processo legislativo, visita ao plenário da Câmara e uma conversa aberta com os vereadores. Apenas os alunos que participarem desse processo poderão receber o diploma, que finaliza o período de eleição. Nosso objetivo é criar líderes que possam trazer um quadro positivo para a cidade em um futuro próximo”, completa.

Semana da Paralisia Cerebral

Também foi aprovado na sessão o projeto de lei, de autoria de todo o colegiado de vereadores, que institui e inclui no Calendário Municipal de Eventos a “Semana da Paralisia Cerebral”, a ser celebrada entre os dias 1º e 8 de dezembro.

 


Leia mais sobre |
Angelo Augusto Santi
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/camara-de-jundiai-diploma-o-parlamento-jovem-de-2019/
Desenvolvido por CIJUN