Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Carnaval gerou mais de 400 vagas em Jundiaí

DA REDAÇAO | 27/03/2019 | 05:05

Além da festa para cerca de 80 mil foliões, o Carnaval de Jundiaí em 2019 trouxe números positivos para o comércio e geração de emprego. O evento serviu de oportunidade para a criação de vagas temporárias. “Para os desfiles, foram contabilizadas mais de 400 contratações pelas escolas de samba e blocos de pessoas que trabalharam nas montagens dos carros e alegorias. Só pelas escolas, quase duas mil pessoas desfilaram, o que representam duas mil fantasias confeccionadas. Isso tudo tem reflexo no trabalho dos artistas jundiaienses”, afirmou o gestor da Unidade de Cultura, Marcelo Peroni
Ainda de acordo com o setor de Cultura, quem apostou na confecção de fantasias, roupas e acessórios se deu muito bem, a ponto de quase 30% dos comerciantes abordados pelas entidades ligadas ao setor comercial apontarem melhoras nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.
No mesmo ritmo de crescimento, o setor de alimentação fez circular mais de R$ 75 mil só com a venda de alimentos e bebidas na área dos desfiles, onde estava proibida a venda de bebidas alcoólicas. A medida atendeu a uma determinação do Centro Integrado de Comando e Controle de Jundiaí (CICCJ), comitê montado pela prefeitura com agentes das forças de segurança municipais para monitorar e garantir a segurança durante os eventos.
De acordo com Peroni, a movimentação com as oito escolas de samba e dos 12 blocos de rua ultrapassa o meio milhão de reais. “O Carnaval traz reflexos financeiros nos mais diversos setores, desde as costureiras que trabalham diretamente para as escolas, até aquelas que são procuradas pelos foliões que querem customizar a própria roupa. Isso sem contar os demais acessórios, alimentação e transporte aos locais de desfiles.”
Uma das costureiras que comemorou os resultados foi a Karol della Lastra, que teve aumento de 80% nos rendimentos durante o período e contratou dois funcionários para dar conta da demanda. “Neste ano meu ateliê costurou para três escolas de samba e produziu 150 fantasias. O Carnaval é, junto com a temporada de apresentações das academias de dança, o melhor período para este setor. Mas até então contabilizávamos aumento de até 50%”.
Atividades como a de Karol injetam na economia do município aporte considerável também com a compra de materiais. “Por conta do contato com fornecedores, ainda trazemos alguns produtos de São Paulo, como penas, mas algumas pedrarias e tecidos, além de todo o material de aviamentos (agulhas, zíperes e linhas) compramos aqui em Jundiaí”, declara Karol.
O carnavalesco da União da Vila Rio Branco, que dividiu com a Arco-Íris o título do Carnaval 2019, Laércio Mojola, atesta também o envolvimento da comunidade no trabalho de construção do desfile e no título. “As escolas de samba contratam trabalhadores diversos para construir o seu desfile, desde costureiras, serralheiros e soldadores até coreógrafos, escultores e assessores do barracão. Entre mão de obra e material, a escola investiu cerca de R$ 80 mil e envolveu moradores do bairro que estavam sem ocupação no período e puderam, com isso, garantir ou incrementar a renda”, explica.
Quem também atestam os resultados positivos do Carnaval são os blocos de rua. Gisela Vieira é diretora do Refogado da Sandi, que chegou aos seus 25 anos com evolução e aprovação dos comerciantes do Centro. “É público e notório que o Carnaval de rua fomenta a economia. O comércio nunca precisou fechar a porta nesses anos por conta dos nossos desfiles e os lojistas sempre nos dão declarações positivas sobre as vendas no período.”
Apesar de não obrigar o uso de fantasias como o desfile das escolas, o Carnaval de blocos também aumenta a demanda do setor de costura. “Nesta semana mesmo encontrei um costureiro amigo meu que há anos não participa do Refogado porque tem que trabalhar a todo vapor para dar conta da demanda. Individualmente ou em grupos os foliões montam os seus adereços. Cada vez mais as pessoas têm brincado o Carnaval e todos saem ganhando. O mais importante dessa festa é distribuir alegria e isso está garantido”, comemora Gisela.

 

T_carnaval_karol_costureira


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/carnaval-gerou-mais-de-400-vagas-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN