Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Casos de gripe H1N1 crescem 1900% entre 2017 e 2018 no AUJ

GUSTAVO AMORIM | 26/07/2018 | 10:00

O número de casos de gripe pelo vírus Influenza H1N1 entre janeiro e julho de 2018 já é 1900% maior do que todo o ano de 2017. São 20 casos confirmados da doença no Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), além de Itatiba, que faz divisa com a Terra da Uva. Apenas um caso havia sido confirmado em 2017 na Região. Os dados foram passados pelas prefeituras a pedido do Jornal de Jundiaí. Três mortes foram confirmadas na Região este ano: uma em Várzea Paulista, uma em Jundiaí e outra em Campo Limpo Paulista. Jundiaí e Várzea, inclusive, são as cidades com maior incidência da doença até agora no ano. Ambas tiveram cinco casos confirmados, além das mortes, totalizando seis pessoas com a gripe H1N1.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

Demais Cidades

Campo Limpo Paulista registrou dois casos de pessoas que tiveram alta hospitalar. Itatiba teve quatro casos confirmados no período, além de quatro descartados. Já Jarinu registrou dois casos de H1N1 em 2018. Itupeva e Cabreúva são as únicas cidades da Região que não registraram nenhum caso da doença em 2018 (Cabreúva enviou as informações às 8h30 da manhã de quinta-feira, e por isso não aparece no gráfico abaixo). A Prefeitura de Louveira não enviou as informações necessárias até o fechamento desta reportagem.

Pode ser maior

O número de casos em que as pessoas já tiveram alta ou de mortes pode ser ainda maior. Além das cidades que não enviaram dados, Jundiaí tem duas mortes registradas com suspeita da doença sob análise pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo. Com elas, são pelo menos 34 casos suspeitos de H1N1 na Região.  Em Jundiaí, a vacinação continua para menores de 5 anos.

260718H1N1-01


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/casos-de-gripe-h1n1-crescem-1900-entre-2017-e-2018-no-auj/
Desenvolvido por CIJUN